00:51 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Michel Temer em evento em São Paulo

    Temer quer mexer em benefício pago a idosos pobres e deficientes

    Beto Barata / PR
    Brasil
    URL curta
    48428

    Medida pode prejudicar idosos pobres e pessoas com deficiência, que recebiam auxílio de um salário mínimo mensalmente.

    Na sua jornada rumo à saúde financeira do país, o presidente Michel Temer pode agora mexer com mais um grupo assistido pelo governo: os idosos pobres ou com deficiência.

    O Benefício de Prestação Continuada é pago atualmente à pessoa idosa, com 65 anos ou mais, e à pessoa com deficiência de qualquer idade, que comprovem não possuir meios de se sustentar ou de ser sustentado pela família. O governo dá um salário mínimo a estes grupos mensalmente e exigia renda mensal familiar per capita é inferior a ¼ do salário mínimo, avaliação médica e social realizadas pelo INSS. 

    De acordo com a Folha de S. Paulo, Temer pretende enviar ao Congresso uma proposta que eleva de 65 para 70 anos a idade mínima para a obtenção do benefício e desatrelar seu valor do salário mínimo — as correções passariam a ser feitas pela inflação. O presidente também espera mexer ainda na renda mínima para ter acesso ao benefício.

    O governo não se pronunciou sobre o assunto até o momento.

    Mais:

    OAB diz não à reforma da Previdência Social
    Oposição vai viajar pelo país para esclarecer população sobre Reforma da Previdência
    Deputados estão divididos sobre a Reforma da Previdência
    Reforma da Previdência terá idade mínima de 65 anos para homens e mulheres
    Governo bate continência e exclui militares de mudanças na Previdência
    Tags:
    Benefício de Prestação Continuada, Folha de S. Paulo, Congresso Nacional, Michel Temer
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar