18:08 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1331
    Nos siga no

    Após uma segunda-feira de intensas negociações com autoridades da Venezuela, a secretária extraordinária de Relações Internacionais do Governo do Estado de Roraima, Verónica Caro, obteve autorização para que os brasileiros até então retidos no país pudessem voltar para casa.

    A retenção se deu a partir do momento em que o Presidente Nicolás Maduro decidiu estender até 2 de janeiro de 2017 o período de fechamento da fronteira da Venezuela com o Brasil. O fechamento, que teria chegado ao fim neste final de semana, foi estendido porque o Governo venezuelano acusa máfias que atuam na Colômbia e no Brasil de sequestrar notas de 100 bolívares para lucrar com a desvalorização da moeda nacional.

    Em entrevista exclusiva à Sputnik Brasil, Verónica Caro, que nasceu no Chile, estudou na Venezuela e também tem cidadania brasileira, explicou como obteve a permissão das autoridades venezuelanas para que os cidadãos do Brasil pudessem retornar ao país:

    "Desde o momento em que o Governo da Venezuela anunciou o fechamento da fronteira com o Brasil, ficamos muito preocupados. E, com a notícia da extensão deste fechamento até 2 de janeiro de 2017, a governadora de Roraima, Suely Campos, pediu-me para ir à Venezuela tentar resolver os problemas dos brasileiros que estão em várias partes do país."

    A representante do Governo de Roraima conta que foi recebida por altos funcionários do Ministério das Relações Exteriores e pelos comandantes da Guarda Nacional e do Exército: "Eles aceitaram os nossos argumentos de que os brasileiros de passagem pela Venezuela são apenas turistas, muitos deles acompanhados de filhos pequenos. Explicamos que quase todos já estavam sem dinheiro e precisavam voltar ao Brasil. Felizmente, os venezuelanos concordaram."

    Segundo Verónica Caro, todos os dias, às 2 horas da tarde locais, a fronteira entre Venezuela e Brasil será aberta para que os turistas brasileiros possam retornar, o que começou a acontecer nesta segunda-feira, 19.

    "Com base nas informações fornecidas por familiares, elaboramos uma lista com os nomes e a localização dos brasileiros que estão na Venezuela. Além de nós, o Consulado do Brasil em Santa Elena de Uairén também elaborou uma lista como esta. As duas relações foram entregues às autoridades venezuelanas, e desta forma as pessoas foram autorizadas a deixar o país."

    Por conta da decisão do Governo de Nicolás Maduro de fechar a fronteira com o Brasil, somente pessoas em casos de emergência e graves problemas de saúde podiam deixar a Venezuela. Agora, a permissão se estendeu a todos os turistas brasileiros.

    Ainda de acordo com Verónica Caro, os brasileiros que estão na Venezuela e desejem voltar ao Brasil devem procurar o Consulado em Santa Elena de Uairén, munidos de documentos, e informar que querem retornar. Outro procedimento definido é o de que amigos e familiares de brasileiros na Venezuela procurem a Secretaria Extraordinária de Relações Internacionais do Governo de Roraima, em sua sede na capital, Boa Vista, informem identidade completa, localização e contatos dessas pessoas e aguardem o encaminhamento das informações para as autoridades venezuelanas.

    Mais:

    Crise diplomática: Presidente argentino Macri chama governo da Venezuela de 'covarde'
    Venezuela estende bloqueio a fronteiras com Brasil e Colômbia por 72 horas
    Tags:
    fronteiras, turistas, Suely Campos, Nicolás Maduro, Boa Vista, Roraima, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar