05:42 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O Papai Noel motorista faz sucesso por onde passa

    Fugindo da crise, Papai Noel vira motorista do Uber em São Paulo

    Arquivo Pessoal/Gesualdo Filho
    Brasil
    URL curta
    281010

    Em tempos de crise não está fácil nem para o Papai Noel. Quem passa pelas ruas de São Paulo ou é usuário do aplicativo Uber, está arriscado a dar de cara com Gesualdo D'Avola Filho, um Papai Noel que nas horas vagas é motorista do aplicativo para ajudar na renda do fim do ano.

    Em entrevista exclusiva para a Sputnik, Gesualdo contou que apelou para o extra como motorista no  Ubber no início desse ano devido a crise no país, o que gerou uma queda de contratações para fazer eventos como Papai Noel.

    "O Papai Noel começou com esse trabalho no Uber praticamente no início desse ano. O Papai Noel fazia eventos de um modo geral e no início desse ano em função da crise as coisas começaram a diminuir, não recebia chamadas ou convite para nenhum tipo de evento, aí me lembrei do aplicativo Uber e decidi fazer minha inscrição como motorista e comecei a trabalhar como motorista do Uber."

    Papai e Mamãe Noel, Gesualdo e a esposa Mirian Foriz
    Arquivo Pessoal/Gesualdo Filho
    Papai e Mamãe Noel, Gesualdo e a esposa Mirian Foriz

    Gesualdo, no entanto, não esperava ligar a sua imagem a do "bom velhinho" nas horas em que estivesse dirigindo pelo aplicativo, mas suas características físicas, como cabelos brancos e barba longa e branca, acabaram fazendo com que os usuários de imediato o ligassem ao personagem do Natal. "Não estava associando esse motorista do Uber ao Papai Noel, ocorre que a minha fisionomia realmente remete ao Papai Noel não tem jeito. Elas não se assustam, mas ficam olhando e falam é o Papai Noel de verdade que veio me buscar. Nem sempre estou totalmente caracterizado de Papai Noel, normalmente é quando eu tenho algum evento, aí aproveito e faço o Uber também como Papai Noel. Na maior parte das vezes eu estou ou de camisa vermelha, ou com uma tiara e até mesmo a touca de Papai Noel, mas mesmo que eu esteja totalmente de preto, a pessoa olha e diz Papai Noel."

    Gesualdo D'Avola Filho durante o trabalho no Uber
    Arquivo Pessoal/Gesualdo Filho
    Gesualdo D'Avola Filho durante o trabalho no Uber

    Ao se depararem com Papai Noel, Gesualdo diz que os passageiros não resistem e pedem fotos e vídeos, inclusive recados para que seus filhos se comportem. "A coisa mais comum que tem é fazer selfies, fotos, fazer vídeos, mandar vídeos para as crianças solicitando que elas se comportem, que elas sejam boazinhas, que elas comam direito, isso é uma coisa relativamente comum."

    Uma passageira fez questão de fazer uma selfie com o Papai Noel do Uber
    Arquivo Pessoal/Gesualdo Filho
    Uma passageira fez questão de fazer uma selfie com o Papai Noel do Uber

    Mesmo com a dureza de enfrentar horas na frente do volante, Gesualdo diz que trabalhar com essa alegria de ter sua imagem ligada a de Papai Noel faz mais feliz o seu dia e de seus passageiros.

    "A imagem do Papai Noel transmite logo de cara alegria. Não tem quem não olhe para o Papai Noel e não fique alegre e contente. O fato de você transmitir alegria as pessoas, tornar o dia das pessoas mais feliz, faz com que você também fique mais feliz, mais alegre. É aquela história, alegria puxa alegria."

    Já que estão ao lado do bom velhinho, Gesualdo revela com muito bom humor, que todo mundo aproveita para fazer seus pedidos de Natal, principalmente as solteiras. "Sempre tem aqueles pedidos diferenciados. Muito comum as solteiras pedirem um namorado, um marido, mas eu falo para ela que esse produto anda meio problemático. No último Natal eu tive muita devolução, por não estar funcionando direito, então, eu prefiro que troquem o pedido."

    Para adoçar ainda mais a viagem com o Papai Noel, o condutor do Uber diz que distribui guloseimas para os passageiros, especialmente para a criançada. "Para adoçar a vida eu tenho sempre o saco do Papai Noel com muitas balas, muitos pirulitos e chocolates."

    Mesmo de roupas normais, Gesualdo é a cara do Papai Noel
    Arquivo Pessoal/Gesualdo Filho
    Mesmo de roupas normais, Gesualdo é a cara do Papai Noel

    Em contrapartida, os passageiros retribuem Papai Noel com muitos elogios e boas notas no aplicativo de transporte.

    "Além das mensagens de elogio e agradecimento, a minha nota dentro do aplicativo hoje está em 4.9, eu considero que é uma boa nota. Além de ter essa nota boa, tem a parte  de avaliações diferenciadas e eu sou considerado muito divertido, com atendimento excelente e essas coisas também alegram o Papai Noel, faz com que ele cada vem tenha mais vontade de atender bem as pessoas."

    Papai Noel convicto, Gesualdo diz que não pretende trocar o trenó e a magia do personagem em definitivo pelo Uber. "Quando você se predispõe a ser um Papai Noel, você se torna uma pessoa pública. Você tem que incorporar efetivamente o Papai Noel e eu efetivamente incorporei o Papai Noel, o que acontece é que o Papai Noel nas horas vagas também é Uber."

    Gesualdo trabalhando como Papai Noel
    Arquivo Pessoal/Gesualdo Filho
    Gesualdo trabalhando como Papai Noel

    Como todo Papai Noel que se preze, Gesualdo terminou a entrevista para a Sputnik com uma original mensagem de Natal. “Eu acho que a melhor mensagem que eu tenho para todos é aquele famoso ho, ho, ho, ho. Um feliz Natal, cheio de saúde, paz e alegria e muitas felicidades a todos nós."

     

     

    Tags:
    Natal, trabalho extra, papai noel, crise financeira, Uber, Gesualdo D´Avola Filho, São Paulo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik