16:11 18 Julho 2019
Ouvir Rádio
    PM em frente à Alerj durante manifestação contra cortes - Rio de Janeiro, 16 de novembro

    PM reprime com violência manifestação contra cortes no centro do Rio (VÍDEOS)

    Facebook/Mídia Ninja
    Brasil
    URL curta
    1594

    Manifestação nesta quarta-feira (16) contra o pacote de austeridade proposto pelo governo acaba em violência entre manifestantes e polícia em frente à Alerj, no primeiro dia de discussões das medidas para conter a crise do Estado.

    ​Os manifestantes chegaram a derrubar as grades da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Para tentar controlar a multidão, um batalhão especial da Polícia Militar recorreu ao uso de bombas de efeito moral e gás de pimenta para dispersar os manifestantes.

    ​Um total de 500 membros da Força Nacional chegou ao Rio de Janeiro para reforçar a segurança do edifício no centro da cidade.

    A Alerj tem sido palco de fortes protestos nos últimos dias por parte de funcionários e pensionistas civis, que sofrem atrasos no pagamento de salários e pensões. Os manifestantes acreditam que o novo pacote de ajuste fiscal que pode ser aprovado hoje representa uma ameaça aos seus direitos.

    Um manifestante foi atingido por uma bomba de efeito moral, segundo informou o G1, e teve que ser carregado para atendimento médico. 

    Dentro da Alerj, deputados e sindicalistas que estavam reunidos para discutir o pacote de medidas do governo deixaram o local depois que o cheiro de gás invadiu o prédio. 

    Mais:

    Violência da PM paulista agora vai doer no bolso do Estado
    PM reprime com violência ato pacífico contra PEC 241 no Rio (VÍDEO)
    Ex-Governador do Rio, Anthony Garotinho é preso pela PF no Rio
    Manifestação contra PEC 55 e medidas financeiras do estado no Rio de Janeiro
    Milhares vão às ruas no Rio protestar contra medidas de Temer e Pezão
    Protesto na Alerj critica corte de Programas Sociais no Rio
    Rio de Janeiro à beira da falência: quais são as opções?
    Tags:
    vídeos, manifestantes, repressão, bomba, protesto, manifestação, gás, ALERJ, PM, Luiz Fernando Pezão, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar