03:49 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 32
    Nos siga no

    Após onda de violência que atinge há algumas semanas a Região Metropolitana de Porto Alegre, culminando no assassinato esta semana de Cristine Fonseca Fagundes, quando ia pegar o filho na escola, o Governo Federal autorizou o envio de militares da Força Nacional para reforçar a segurança no Estado do Rio Grande do Sul.

    Cerca de 200 homens devem desembarcar no Rio Grande do Sul já neste fim de semana. Inicialmente, os miliares vão reforçar a segurança principalmente ao redor de presídios do Rio Grande do Sul, liberando assim o efetivo do Estado para  ampliar o patrulhamento em Porto Alegre e na Região Metropolitana.

    Após se reunir com o presidente interino Michel Temer, em Brasília, o governador do Rio Grande do Sul,  José Ivo Sartori falou sobre o apoio do governo nas ações de segurança no estado, que podem se ampliar conforme a necessidade.

    "Será deslocado em uma primeira etapa um contingente da Força Nacional para auxiliar a Brigada Militar em Porto Alegre ou na Região Metropolitana. Esta será a primeira etapa  e depois virão outros momentos, nos quais nos iremos conversando."

    Ainda de acordo com José Ivo Sartori, na reunião, ele também pediu ajuda ao Governo Federal para a construção de um novo presídio Federal no Estado.

    "Solicitamos ainda armas, equipamentos, veículos e também um presídio Federal na capital ou para o Rio Grande do Sul para ampliar as ações que todos nós temos nesse campo da área da penitenciária e da segurança."

    De acordo com o Governo do Rio Grande do Sul, no primeiro semestre deste ano em comparação ao primeiro semestre de 2015, o número de latrocínios, roubos seguidos de morte, teve um aumento de mais de 34% em Porto Alegre.

    Tags:
    militares, combate, violência, Governo Federal, Força Nacional, José Ivo Sartori, Rio Grande do Sul, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar