05:15 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    233
    Nos siga no

    A medalhista olímpica neozelandesa, Natalie Rooney, disse nesta quinta-feira (11) que foi extorquida por um taxista no Rio de Janeiro. A declaração foi em entrevista ao canal neozelandês “TVNZ”.

    A atleta do tiro de 28 anos informou que foi obrigada a pagar R$ 275,00 numa corrida até a Vila Olímpica cujo valor teria sido acordado em R$ 100,00.

    Segundo ela, o taxista quis aumentar a tarifa acordada durante o caminho até a Vila. A atleta tentou argumentar, mas ficou com medo e saiu do veículo, sendo ajudada posteriormente por um guarda, que conseguiu um outro carro para levá-la à Vila Olímpica.

    O chefe da missão neozelandesa, Rob Waddell, informou que o táxi usado pela atleta do tiro era regularizado.

    Não é o primeiro incidente envolvendo a segurança dos atletas olímpicos no Rio de Janeiro. 

    O ex-nadador e presidente da Federação de Natação de Moscou, Evgeny Korotyshkin, afirmou ter sido assaltado a caminho de um restaurante nas proximidades da Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. 


    Tema:
    Rio 2016 (253)

    Mais:

    Conheça a Casa da Rússia nos Jogos Olímpicos Rio-2016
    Resolvido o mistério da piscina verde nos Jogos Olímpicos no Rio
    Nus na piscina: transmissão de Jogos Olímpicos causa polêmica
    União não vai recorrer de liminar que libera protestos durante Jogos Olímpicos
    Bombeiros do Rio ganham dos EUA equipamentos contra ameaças químicas para Jogos Rio 2016
    Tags:
    Olimpíadas, táxi, roubo, Nova Zelândia, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar