04:45 29 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    17216
    Nos siga no

    Uma fonte do Consulado Geral da Rússia no Rio de Janeiro negou em entrevista à Sputnik o envolvimento de qualquer diplomata russo no caso divulgado pela imprensa brasileira sobre um assaltante que teria sido morto na Barra da Tijuca.

    Vários órgãos de imprensa carioca informaram mais cedo que o vice-cônsul da Rússia teria reagido a uma tentativa de assalto e matado o suspeito na Avenida das Américas, nesta quinta-feira, depois de ser abordado em seu carro por dois homens armados, cada um em uma moto. De acordo com os jornais, o suposto diplomata teria tomada a arma de um deles e disparado, matando o criminoso no local. 

    No entanto, segundo a diplomacia russa, todos os funcionários do Consulado no Rio se encontravam ou no interior do próprio prédio ou no espaço alugado para ser a base dos torcedores russos nas Olimpíadas, em Copacabana, a chamada 'Casa dos Fãs', no momento do incidente. A fonte também informou que nenhum representante do Consulado russo em São Paulo esteve no Rio de Janeiro hoje e que o Itamaraty já foi notificado sobre a improcedência da informação divulgada pela imprensa local.

    Mais:

    Explosivos são encontrados em consulado dos EUA na Arábia Saudita
    Casarão em São Paulo funcionaria como consulado fantasma do Irã
    Radicais ucranianos bloqueiam prédio do Consulado Russo em Odessa
    Tags:
    Casa dos Fãs, Consulado Geral da Rússia no Rio de Janeiro, Itamaraty, Barra da Tijuca, Copacabana, Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar