05:39 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Relator do processo na Comissão Especial de Impeachment do Senado Federal diz que Dilma deve ir a julgamento final na Casa

    Anastasia defende continuidade do processo de impeachment contra Dilma Rousseff

    Valter Campanato/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    626318

    O relator da Comissão Especial do Impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), defendeu em seu parecer a continuidade do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff. Segundo ele, Dilma cometeu um atentado à Constituição ao abrir créditos suplementares sem autorização do Congresso e fazer as chamadas pedaladas fiscais.

    A leitura do parecer no Senado começou nesta tarde, mas o documento, que analisa a procedência da denúncia que trata dos supostos crimes de responsabilidade cometidos pela presidenta, já havia sido disponibilizado na internet mais cedo. 

    "A gravidade dos fatos constatados não deixa dúvidas quanto à existência não de meras formalidades contábeis, mas de um autêntico 'atentado à Constituição'", afirma o senador em seu relatório. Segundo ele, Dilma teve uma conduta irresponsável ao assinar decretos suplementares que promoveram alterações na programação orçamentária incompatíveis com a obtenção da meta de resultado primário vigente à época e ao permitir o "financiamento de despesas primárias pelo Banco do Brasil por meio de operação de crédito, ação vedada pela Lei de Responsabilidade Fiscal".

    O parecer de Anastasia será discutido nesta quarta-feira, 3, na própria Comissão, e votado na quinta-feira. Logo depois, se aprovado, seguirá para leitura e apreciação no Plenário.

    Mais:

    Julgamento final do impeachment poderá ocorrer no dia 26 de agosto
    Tribunal Internacional no Rio condena impeachment de Dilma Rousseff
    Tags:
    impeachment, Senado Federal, Comissão Especial de Impeachment, Dilma Rousseff, Antonio Anastasia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik