08:00 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Rodrigo Maia (DEM-RJ)

    Sai Cunha, entra Rodrigo Maia: Novo presidente da Câmara dos Deputados vence com 285 votos

    Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados/FotosPúblicas
    Brasil
    URL curta
    162559

    Em votação no segundo turno para a presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) venceu Rogério Rosso (PSD) e assume, até 2017, o comando da casa legislativa.

    Rosso, que recebeu 170 votos, já havia sinalizado em seu último discurso, antes da votação final, que gostaria de fazer um "pacto" com o candidato do DEM, independente de quem ganhasse, e inclusive chamou o rival para lhe dar um abraço diante dos parlamentares.

    "Vamos a partir de amanhã [hoje, dia 14] governar com simplicidade", disse o agora segundo colocado na linha de sucessão da República.

    Histórico

    Rodrigo Maia é bancário, filho do ex-prefeito do Rio de Janeiro César Maia, tem 46 anos e chegou a ser cotado para liderar o bloco do governo do presidente interino Michel Temer (PMDB), tendo votado a favor do impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff.

    Nascido no Chile, veio para o Brasil com 3 anos junto com a família. Sua origem por pouco não lhe custou o cargo conquistado nesta quinta-feira (14). Sem a posse de uma certidão de nascimento, o deputado penou para conseguir provar sua elegibilidade diante da Mesa Diretora. A Embaixada do Brasil em Santiago foi acionada, localizou o registro feito pelo pai do candidato e transmitiu o documento para Brasília. 

    Deputado federal desde 1999, Maia conquistou seu quinto mandato consecutivo com uma campanha de R$2,9 milhões em 2014.

    Perspectivas

    Aliado de Temer, o novo presidente da Câmara cumprirá o mandato tampão até o próximo dia 31 de janeiro — tempo suficiente para reforçar a bancada que quer ver Dilma definitivamente fora do poder.

    Se o Senado resolver endossar o pedido de impeachment e Dilma for definitivamente afastada, Maia fica mais perto ainda de se tornar o primeiro na linha de sucessão, pois substituiria Temer interinamente toda vez que o peemedebista viajasse para o exterior ou, em caso de impedimento definitivo do presidente interino, assumiria o controle do país.

    Além disso, o sucessor de Cunha administrará um orçamento anual de R$ 5,2 bilhões e terá ao seu comando cerca de 3,2 mil servidores efetivos.

    A Sputnik acompanhou todo o processo de votação, ao vivo

    Mais:

    Hauly: ‘Biografia do novo presidente não pode envergonhar a Câmara’
    Deputados definem novo presidente da Câmara
    Aleluia: Novo presidente deve trazer de volta a normalidade para a Câmara
    Câmara aprovou urgência para projeto que altera regras de exploração do pré-sal
    Disputa para a presidência da Câmara tem 14 candidatos confirmados
    Lideranças se articulam para escolher candidato que vai disputar a Presidência da Câmara
    Tags:
    casa legislativa, novo presidente, segundo turno, primeiro turno, votos, eleição, resultado, presidente, votação, PSD, DEM, Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, Rogério Rosso, Eduardo Cunha, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik