07:15 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Governo Federal garante que segurança será reforçada durante os Jogos Rio 2016
    José Cruz/Agência Brasil

    Governo Federal garante que segurança será reforçada durante os Jogos Rio 2016

    Brasil
    URL curta
    301

    Um dia após o Governo Federal anunciar um subsídio de R$ 2,9 bilhões ao Rio de Janeiro para garantir a segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, que começam em 44 dias, os principais órgãos de segurança envolvidos na no evento esportivo se reuniram nesta quarta-feira (22) em um seminário, em Brasília para apresentar seus planos de ação.

    Presente ao evento organizado pelas Forças Armadas, o Ministro interino da Defesa, Raul Jungmann conversou com a imprensa e afirmou que o Governo Federal vai reforçar o efetivo para garantir a segurança durante os Jogos. Raul Jungmann disse que o número de efetivos que vai trabalhar em conjunto aos 38 mil militares já destacados para os Jogos deve ser definido nesta quinta-feira (23).  

    “No Rio de Janeiro seriam 18 mil homens. O Governo do Estado do Rio de Janeiro pediu ao presidente da República a suplementação, ou seja, que nós colocássemos mais efetivos à disposição. Nós estamos em conjunto definindo isso, e teremos uma resposta a dar para o presidente (Michel Temer), que tomará a decisão possivelmente até amanhã (23), mas nós vamos cooperar e vamos colocar mais efetivos à disposição das Olimpíadas e do Estado do Rio de Janeiro.” 

    Jungmann ainda ressaltou que os órgãos de segurança estão atentos a possíveis ameaças terroristas, mas assegurou que até agora não há ameaças identificadas.

    “Nós não temos nenhuma ameaça identificada até o presente momento. Não só por nós, mas também pela Polícia Federal, pela inteligência do Brasil e dos países com os quais nós trocamos informação.”

    Também presente ao encontro, o Ministro interino da Justiça, Alexandre de Moraes garantiu que o combate a possíveis ataques terroristas é prioridade no país. O Ministro também afirmou que até agora não há ameças e que as autoridades brasileiras estão fazendo a lição de casa com relação ao tema.

    "Todas as medidas estão sendo tomadas seja em nível de segurança pública, a inteligência da Polícia Federal, com a inteligência das secretarias de Segurança Pública não só do Rio de Janeiro, mas também dos estados que vão sediar jogos de futebol, os estados que fazem fronteiras. Nós assinamos ontem (21) mais um acordo com o Estados Unidos em relação a um programa de software de aeroportos para fazer um controle integrado de todas as pessoas, via EUA, virão para o Brasil nas Olimpíadas. Esse controle de fronteiras será acentuado. A Polícia Federal juntamente com as secretarias de Segurança Pública estão analisando todas as informações que chegam de eventuais focos de pessoas que poderiam ser ligadas ao terrorismo. Há uma absoluta tranquilidade em relação a esse tema, que logicamente é um tema prioritário e importantíssimo não só para o Brasil, para o mundo todo, mas nós estamos fazendo a lição de casa aqui no Brasil.”

    O plano de segurança para os Jogos Rio 2016 prevê ainda além das Forças Armadas, 48 mil efetivos que incluem segurança, defesa civil e ordenamento urbano.

    O subsídio do Governo Federal de quase R$ 3 bilhões vai ser liberado pelo Tesouro Nacional, e o Estado do Rio não vai ter que pagar a ajuda financeira de volta. Para ser transferido para a conta do Rio é preciso ainda que uma outra medida provisória seja publicada autorizando o repasse, mas ainda não foi divulgada uma data para que isso aconteça.

    Tags:
    terrorismo, militares, Jogos Olímpicos, segurança, Força Nacional, Forças Armadas, governo brasileiro, Brasília, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik