02:03 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Ministério da Saúde diz que Rio de Janeiro tem risco mínimo de zika durante os Jogos.

    Quadrilha invade hospital do Rio, resgata detido e deixa um morto

    Divulgação Rio 2016
    Brasil
    URL curta
    604

    Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas na madrugada deste domingo, no Rio de Janeiro, quando um grupo de cerca de 25 homens invadiu o Hospital Municipal Souza Aguiar para libertar um homem que estava sob custódia da polícia. O ataque ocorreu por volta das 3h, segundo informou a Agência Brasil.

    O grupo chegou em quatro motos e cinco carros e usou fuzis, pistolas e explosivos para trocar tiros com a polícia, segundo declarou a Polícia Militar. Uma granada foi lançada contra uma viatura, e um ambulante e uma funcionária do hospital foram feitos reféns.

    Um paciente morreu após ser baleado no confronto, enquanto um enfermeiro e um policial militar foram levados para o centro cirúrgico após serem atingidos por disparos, conforme relatou a Secretaria Municipal de Saúde.

    Os criminosos conseguiram resgatar o homem que estava internado sob custódia. Segundo a Polícia Civil, ele é Nicolas Labre Pereira de Jesus, conhecido como "Fat Family". O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios da Capital, e a polícia aponta que o grupo tinha envolvimento com o tráfico de drogas.


    Mais:

    Depois de crime do Rio, Senado aprova punição mais severa em casos de estupro coletivo
    Juristas defendem no Senado que Dilma não cometeu crime de responsabilidade
    Corrupção será considerada crime hediondo
    Tags:
    invasão, hospital, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik