05:47 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Michel Temer

    Sérgio Machado reafirmou que Temer aceitou repasse de propina

    Marcelo Camargo/FotosPúblicas
    Brasil
    URL curta
    Brasil entre Temer e Dilma (110)
    7101

    O ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, divulgou nesta quinta-feira (16) uma nota pública, em resposta ao pronunciamento do presidente da República interino, Michel Temer, na qual reafirma as acusações de repasse de propina, informou Agência Brasil.

    A delação premiada de Machado, no âmbito da Operação Lava Jato, tornou-se pública na quarta-feira (15). Em um dos trechos, Machado diz que Michel Temer pediu recursos ilícitos para a campanha do então candidato à prefeitura de São Paulo, em 2012, Gabriel Chalita. 

    Em pronunciamento hoje, o presidente interino classificou de “manifestação irresponsável”, “leviana”, “criminosa” e “mentirosa” a declaração do ex-presidente da Transpetro. 

    Machado reiterou, na nota, o pedido feito por Temer e disse que, como presidente da Transpetro, encaminhou a solicitação de doação oficial à construtora Queiroz Galvão, que era fornecedora da Transpetro. No texto do acordo da delação premiada, Machado afirma que o presidente interino Michel Temer negociou com ele, em 2012, o repasse de R$ 1,5 milhão em propina para financiar a campanha de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo. 

    Tema:
    Brasil entre Temer e Dilma (110)

    Mais:

    Cientista político comenta inclusão de Temer e Aécio na delação de Sérgio Machado
    Temer é apontado em propina na delação premiada
    Sérgio Machado diz ter pago R$ 32 milhões em propinas a Renan Calheiros
    Sérgio Machado diz ter repassado R$1 milhão para candidatura de Aécio à Câmara
    Parlamentares repercutem conversas divulgadas entre Renan e ex-presidente da Transpetro
    Tags:
    delação premiada, Transpetro, Renan Calheiros, Sérgio Machado, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar