11:33 05 Março 2021
Ouvir Rádio

    Começa a isenção de vistos para os Jogos Rio 2016

    Brasil
    URL curta
    101
    Nos siga no

    Já está em vigor a isenção de vistos para turistas dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão, que virão ao Brasil para acompanhar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Os quatro países foram responsáveis pela emissão de mais de 750 mil vistos só em 2015.

    O período de isenção de vistos vai até o dia 18 de setembro e terá validade de 90 dias, a partir da primeira data de entrada no país.  

    De acordo com o Ministro  interino do Turismo, Henrique Eduardo Alves, como os quatro países já sediaram Jogos Olímpicos, a isenção do visto tem como objetivo atrair para o Brasil, esse público interessado no evento esportivo, além de ser uma oportunidade para que o turista conheça outros atrativos do país.

    “Não é apenas pelo prazo das Olimpíadas, 30 dias. Você pode vir, ver as Olimpíadas e ir embora, não. Nós expandimos para quase quatro meses, ou seja, pré Olimpíada, durante e pós Olimpíada. Tem um outro esporte tão emocionante qual e tal, que é o de conhecer e descobrir o Brasil.”

    Para o presidente da Associação Brasileira de Agência de Viagens (ABAV), Edmar Bull, a medida é positiva e defende que a ação tenha continuidade após os Jogos Rio 2016, para atrair mais turistas e mostrar cada vez ais o Brasil para o mercado internacional.

    “Vai ser um sucesso as Olimpíadas, com essa isenção que começa agora, e nós queremos o apoio de todos os políticos para isso continuar, para que possamos trazer mais turistas e mostrar o Brasil.”

    Com a facilitação de viagens, a estimativa da Organização Mundial do Turismo (OMT) é que haja um aumento de até 20% no fluxo entre os destinos, o equivalente a cerca de 75 mil visitantes internacionais a mais no país, com previsão de uma injeção de US$ 80 milhões na economia brasileira.

    Tags:
    isenção de visto, Jogos Olímpicos, Rio-2016, Rio de Janeiro, Austrália, Canadá, Japão, EUA, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar