22:52 24 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Eduardo Cunha se defende no Conselho de Ética da Câmara

    Relator entrega parecer final sobre Eduardo Cunha no Conselho de Ética

    Lucio Bernardo Junior /Câmara dos Deputados
    Brasil
    URL curta
    371

    O relator do processo que investiga o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), no Conselho de Ética da Casa, entregou seu parecer final sobre o caso nesta terça-feira (31).

    Ainda está para ser marcada a próxima sessão do conselho, na qual será feita a leitura, a discussão e a votação do relatório. Segundo o G1, embora o relator, deputado Marcos Rogério (DEM), não tenha revelado o seu voto, acredita-se que seu parecer seja favorável à cassação do mandato de Cunha por quebra de decoro parlamentar.

    O processo contra o peemedebista no conselho se arrasta desde 2015 e se restringirá apenas à acusação de que ele mentiu sobre a existência de contas secretas no exterior em depoimento à CPI da Petrobras no ano passado. De acordo com o inciso V do artigo 4º do Código de Ética, trata-se de conduta incompatível com o decoro e punível com perda do mandato.

    Sua defesa alega que ele é apenas um “beneficiário” de fundos geridos por trustes, e não dono das contas.

    Inicialmente, a suspeita sobre o recebimento de propina por parte de Cunha também era citada no processo, mas Marcos Rogério aceitou retirar esse ponto para conseguir viabilizar a aprovação do relatório e obter os votos necessários para a abertura do processo.


    Mais:

    Dilma: ‘governo Temer terá que se ajoelhar’ a Cunha
    Eduardo Cunha volta a negar que tenha contas no exterior para o Conselho de Ética
    AGU tenta impedir impeachment acusando Cunha de desvio de finalidade
    Tags:
    CPI da Petrobras, quebra de decoro parlamentar, investigação, cassação, relatório, parecer, contas secretas, contas no exterior, Câmara dos Deputados, Conselho de Ética, DEM, PMDB, Marcos Rogério, Eduardo Cunha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik