11:09 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Polícia Federal chega a construtora Odebrecht na 23ª fase da Operação Lava Jato.

    Vem aí a 'metralhadora' da Odebrecht: delação promete atingir centenas de políticos

    Rovena Rosa/ Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    Brasil entre Temer e Dilma (110)
    2321

    A Odebrecht e o Ministério Público Federal (MPF) oficializaram na quarta passada (25) o acordo de delação premiada da empreiteira no âmbito da Operação Lava Jato, segundo informa a colunista Mônica Bergamo, da Folha, nesta terça (31).

    "A empreiteira se comprometeu oficialmente a detalhar o financiamento de todas as campanhas majoritárias de anos recentes com as quais colaborou – como as de Dilma Rousseff a presidente da República e Michel Temer vice e a de Aécio Neves a presidente, em 2014. Ou seja, nenhum dos grandes partidos (PT, PSDB e PMDB) deve ser poupado", diz a jornalista.

    Além do presidente da companhia, Marcelo Odebrecht, que está preso há quase um ano, seu pai, Emílio Odebrecht, também deverá prestar depoimentos ao MPF. 

    O número exato de executivos da companhia que deverão participar da delação não é definido pelo acordo, mas “pode chegar a 50”, de acordo com Bergamo.

    Os procuradores terão acesso a todos os registros de caixa dois da empreiteira, o que, segundo a colunista, “pode envolver centenas de políticos e autoridades de outros poderes”.

    Em gravação divulgada na semana passada, o ex-presidente José Sarney (PMDB) afirmou que uma eventual delação premiada de executivos da empreiteira seria "uma metralhadora de ponto 100".

     

    Tema:
    Brasil entre Temer e Dilma (110)

    Mais:

    Dois pesos, duas medidas: Moro decreta sigilo sobre superplanilha da Odebrecht
    Opinião: Eduardo Cunha e Panama Papers – ‘Nada mais surpreende’
    Em gravação, presidente do Senado defende alteração da lei da delação premiada
    Entrevista – Jamil Chade: Maior escândalo investigado até hoje na Suíça é a Lava Jato
    Conversas gravadas de Jucá revelam que impeachment foi arquitetado para barrar a Lava Jato
    Tags:
    delação premiada, metralhadora, acordo, Odebrecht, PMDB, Ministério Público Federal, PSDB, PT
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik