05:41 22 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Ricardo Lira, Antonio Anastasia terão reunião administrativa com Ricardo Lewandowski

    Senadores da Comissão do Impeachment decidem calendário de trabalhos do processo de Dilma

    Jonas Pereira /Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    521

    O Presidente da Comissão Especial do Impeachment, senador Raimundo Lira(PMDB-PB), e o relator, senador Antonio Anastasia(PSDB-MG) definem nesta terça-feira (17) com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski o cronograma das atividades da Comissão nas próximas etapas do processo contra a presidenta afastada Dilma Rousseff.

    Ao conversar com a imprensa do Senado, Raimundo Lira, disse que já marcou a primeira reunião para terça-feira, dia  24 de maio.

    “Na próxima semana, possivelmente na terça-feira (24) teremos a primeira reunião já para a aprovação ou do cronograma da primeira etapa, dessa segunda fase, ou o cronograma das fases 1,2 e 3.”

    Segundo o Presidente da Comissão do Impeachment, a data da reunião foi escolhida após pedido de alguns senadores, que estão em viagem no exterior, em busca de apoio internacional contra o impedimento de Dilma.

    Raimundo Lira ainda reafirmou que o mesmo rito usado no processo de impeachment do ex-presidente Collor de Mello será realizado com Dilma Rousseff, para evitar qualquer judicialização.

    “O rito que nós vamos adotar, é o rito do impeachment de 1992, porque qualquer mudança a essas alturas poderia criar alguma condição para judicialização, que não é conveniente. Nós temos que ter todos os cuidados, todas as cautelas.”

    Depois da aprovação no Plenário do Senado da admissibilidade do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, na semana passada, as ações voltaram para a Comissão Especial do Impeachment para a fase chamada de Pronúncia. Nesta etapa, o Presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski vai dar as orientações sobre os procedimentos a serem seguidos, bem como todas as dúvidas que surgirem nos trabalhos da comissão serão avaliadas por ele.

    Tags:
    comissão especial, impeachment, Senado Federal, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik