23:31 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Senado Federal decide sobre afastamento de Dilma Rousseff

    Senado vota hoje a admissibilidade do impeachment de Dilma

    Geraldo Magela/Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    Impeachment no Senado (104)
    23712
    Nos siga no

    O Senado Federal vota nesta quinta-feira, 12, o relatório da Comissão do Impeachment sobre a admissibilidade do processo contra a presidenta da República, Dilma Rousseff.

    A sessão, que teve início na manhã da última quarta-feira, foi dividida em três blocos, sem hora para terminar. No último bloco, aconteceu a manifestação do relator da Comissão do Impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), e do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo.

    Encerradas as discussões, 49 senadores se posicionaram a favor da admissibilidade do processo, contra 20 que disseram "não". A votação ocorrerá em instantes. Se a maioria votar "sim", pela continuidade do processo, a presidenta será afastada por um período de até 180 dias, durante os quais o país será governado pelo seu vice, Michel Temer, até que o processo seja concluído.

    Ordenar as mensagens
    • 06:39

      Presidente do Senado declara encerrada a sessão

    • 06:38

      Dilma será informada ainda nesta manhã

    • 06:34

      Encerrada a votação; parecer é aprovado

      Sim: 55; Não: 22

    • 06:33

      Iniciada a votação

    • 06:20

      Calheiros anuncia processo de votação

      O presidente da Casa discursa. 

    • 06:04

      Cardozo faz defesa final de Dilma antes da votação

    • 05:56

      Anastasia defende seu parecer favorável ao processo

    • 05:46

      Presidente Renan Calheiros convoca o relator Antonio Anastasia para se pronunciar

      49 senadores votaram a favor da admissibilidade do processo de impeachment, contra 20 que disseram "não".

    • 05:46

      Encerrada a discussão

    • 05:35

      Faltam apenas dois senadores para falar

      Após os discursos dos parlamentares Edison Lobão (PMDB-MA) e Raimundo Lira (PMDB-PB), será a vez de o relator do processo, Antonio Anastasia (PSDB), e o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, se pronunciarem.

    • 05:34

      Discursa o senador Romero Jucá (PMDB-RR)

      Jucá também se declara favorável à admissibilidade do processo.

    • 05:25

      Tudo indica que a presidenta Dilma será afastada

      Até o momento, 47 senadores se manifestaram a favor da admissibilidade do impeachment.

    • 05:21

      Lira afirma que crise é brutal e impeachment é ferramenta legítima

    • 05:18

      E seguem as manifestações nas redes sociais:

    • 05:15

      Fala agora o senador Benedito de Lira (PP-AL)

    • 05:12

      Ivo Cassol (PP-RO) discursa enfatizando setor da Saúde

      Parlamentar afirma que votará pela admissibilidade do processo de impeachment da presidenta Dilma, e pede saúde e paz para todos.

    • 05:00

      Ciro Nogueira (PP-PI) é o próximo a discursar

      Senador diz que impeachment é uma opção dura, mas que é preciso escolher o que é mais benéfico para o país. Apesar de reconhecer conquistas do PT, Nogueira afirma que votará pela admissibilidade do impeachment.

    • 04:49

      Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) fala agora

      Parlamentar se mostrou favorável pela admissibilidade do processo de impeachment e disse estar cheio de esperanças.

    • 04:37

      "Isto é golpe!", garante Humberto Costa

    • 04:33

      Humberto Costa (PT-PE) acusa oposição de perverter a Constituição

      Segundo o senador, o impeachment está sendo banalizado como instrumento constitucional por aqueles que não aceitaram os resultados das urnas, que garantiram à Dilma o direito de governar.

    • 04:17

      José Serra (PSDB-SP) discursa no Senado e diz ser a favor do impeachment

      Impeachment é solução constitucional, segundo Serra.

      Renan Calheiros recebe Michel Temer e Aécio Neves

      Senador do PSDB garante que partido não impõe nomes a Michel Temer

      Em entrevista à Sputnik Brasil, o Senador Paulo Bauer (PSDB-SC) garantiu que o seu partido não impôs nem irá impor quaisquer nomes a Michel Temer para composição do eventual novo Governo, caso Dilma Rousseff venha a ser afastada por conta do processo de impeachment.
      Mostrar mais
    • 04:14

      Senador Walter Pinheiro (BA), ex-PT, critica governo e oposição

      Apesar das duras palavras, parlamentar disse que o impeachment tiraria do povo brasileiro o direito de escolher o seu governante.

    • 03:53

      Fala o senador Dalirio Beber (PSDB-SC)

      Parlamentar critica falta de habilidade de Dilma e diz ser favorável à admissibilidade do impeachment.

    • 03:41

      Em seu discurso, José Pimentel (PT-CE) defende as conquistas de Dilma e Lula

    • 03:36

      PT diz que vai defender direitos do povo com movimento de resistência ao golpe

      PT se manifesta contra o impeachment
      PT

      "O movimento de resistência ao golpe ganha força na Câmara. Deputados da Bancada do PT anunciaram, no início da tarde desta quarta-feira (11), no Salão Verde da Casa, a resistência ao golpe e o não reconhecimento de um eventual governo Temer na presidência da República. Os deputados petistas hastearam uma faixa com os dizeres: Temer não será presidente, será sempre golpista", afirmou o partido na página oficial de sua liderança na Câmara.

    • 03:23

      Donizeti Nogueira (PT-TO) discursa no plenário

      Parlamentar destaca resultados positivos dos governos Lula e Dilma em comparação com a administração anterior, de Fernando Henrique Cardoso. "Nós não quebramos o país", afirmou o parlamentar, acusando a oposição de mentir em seus discursos.

    • 03:21

      Até agora, 41 senadores discursaram a favor da admissibilidade do processo

      Pró-impeachment: 41; Contra: 16. Com um indefinido, outros 13 senadores ainda devem se manifestar.

    • 03:08

      Senador Blairo Maggi (PR-MT) diz que não vive para a política

      Parlamentar diz ser favorável à admissibilidade do processo de impeachment e diz que os que são contrário não têm o direito de dividir o Brasil.

    • 03:03

      Fala agora o senador Roberto Rocha (PSB-MA)

      Senador diz ser favorável à admissibilidade do pedido de impeachment da presidente Dilma.


    • 02:59

      Enquanto isso, nas redes sociais...

    • 02:50

      Paulo Paim (PT-RS) demonstra indignação com possível governo Temer

      Senador pediu ao vice para respeitar o voto popular e se candidatar à presidência se quiser governar.

    • 02:41

      Flexa cita jornalista Carlos Alberto Sardenberg para defender impeachment

      Para o senador, problemas econômicos e erros nas contas públicas levarão ao afastamento da presidenta, que, segundo ele, enganou o povo brasileiro.

    • 02:33

      Flexa Ribeiro (PSDB-PA) ataca PT em seu discurso

    • 02:28

      Hoffmann acusa o PSDB de orquestrar o impeachment

    • 02:18

      Fala agora a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR)

      Para Hoffmann, algo que era comum, os créditos complementares, virou crime apenas no governo Dilma. Segundo ela, a régua que mede o governo Dilma não medirá nenhum outro governo, é uma fraude jurídica e política.

    • 02:15

      Senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE) defende impeachment

      Em discurso rápido antes de Jereissati, disse que votará pela admissibilidade da abertura do processo.

    • 02:12

      Senador Wellington Fagundes (PR-MT) diz que a situação "é grave e preocupante"

    • 02:06

      Tasso Jereissati (PSDB-CE) diz que governo Dilma chegou ao fim

      Parlamentar defendeu que a presidenta não cumpriu os seus deveres e escondeu problemas econômicos dos brasileiros.

    • 01:51

      PLACAR PARCIAL: 35 votos a favor do impeachment, 14 contra, 1 indefinido. Faltam 21 senadores.

    • 01:38

      Hashtag #SeEuFosseADilma lidera assuntos mais comentados no Brasil.

      Presidenta Dilma Rousseff participa de evento do Dia do Trabalhador, no Vale do Anhangabaú

      Impeachment no Twitter: hashtag #SeEuFosseADilma lidera assuntos mais comentados no Brasil

      O que você faria se fosse a presidenta Dilma Rousseff neste momento? Enquanto senadores debatem o prosseguimento do impeachment da presidenta, internautas publicam o que fariam se estivessem na pele de Dilma e a hashtag #SeEuFosseADilma está no topo dos assuntos mais citados no Twitter.
      Mostrar mais
    • 01:35

      Senador Paulo Rocha (PT-PA) com a palavra critica o impeachment.

    • 01:20

      O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) discursa contra o impeachment.

      "Nós não vamos reconhecer Michel Temer como presidente. Ele é um golpista."

    • 01:08

      Senador Otto Alencar (PSD-BA) defende o governo e se declara contra o processo de impeachment.

    • 01:03

      Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) apresenta voto favorável à instauração do processo de impeachment.

    • 00:53

      Temer tem indicações para mais cinco ministérios

      O vice-presidente do Brasil, Michel Temer

      Temer já tem indicações para mais cinco ministérios

      Buscando definir o desenho de um provável governo, caso o afastamento da presidenta Dilma Rousseff seja aprovado pelo Senado na sessão desta quarta-feira (11), o vice-presidente Michel Temer definiu as indicações para mais cinco ministérios: Trabalho, Esporte, Turismo, Justiça e Indústria e Comércio, informou Agência Brasil.
      Mostrar mais
    • 00:52

      Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) com a palavra, analisa a acusação contra a presidenta.

    • 00:37

      Senadora Lídice da Mata (PSB-BA) com a palavra.

      Senadora compara Michel Temer ao Frank Underwood, da renomada série House of Cards, e classifica o impeachment de golpe. 

      "Queiram ou não admitir os defensores da admissibilidade do processo de impeachment, esse processo é um golpe jurídico, parlamentar e midiático."

    • 00:36

      O senador João Capiberibe (PSB-AP) vota contra o impeachment.

    • 00:26

      O senador João Capiberibe (PSB-AP): é preciso buscar uma solução pactuada e definitiva.

      João Capiberibe (PSB-AP) é o 45º senador a discursar. Faltam 26 inscritos.

    • 00:16

      Senador Omar Aziz (PSD-AM) afirma que o processo de impedimento não estaria acontecendo, se a popularidade da presidenta não estivesse baixa.

      Senador votou a favor da abertura do processo de impeachment da presidenta.

    • 00:04

      Unasur critica violência durante as manifestações e faz twitter irônico

    • 00:02

      O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) acolhe o parecer do senador Antonio Anastasia e vota pelo prosseguimento do processo.

    • 23:52

      Senador Gladson Cameli (PP-AC) declara a urgência e a necessidade do impeachment.

    • 23:48

      PLACAR PARCIAL: 31 senadores votaram a favor, 9 contra e 1 indefinido. Faltam 30 inscritos.

    • 23:39

      Manifestações contra e a favor do impeachment ocorrem em frente ao Congresso.

      Manifestantes contra o impeachment de Dilma em Brasília

      Manifestações contra e a favor do impeachment de Dilma Rousseff ocorrem em Brasília

      Enquanto os senadores discursam na sessão que vai decidir sobre a admissibilidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, manifestantes contrários e a favor do impedimento se reúnem em lados opostos da Esplanada dos Ministérios em defesa dos seus posicionamentos políticos.
      Mostrar mais
    • 23:38

      O senador Paulo Bauer (PSDB-SC) discursa a favor do impeachment

    • 23:33

      O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defende o impeachment e o vice-presidente Temer.

    • 23:16

      O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) defende o semi-presidencialismo e a abertura do processo de impeachment

    • 22:57

      O senador Fernando Collor (PTC-AL) discursa, mas não deixa claro o seu voto

      Collor citou o próprio impeachment, acusou o governo Dilma de falta de diálogo político e criticou o sistema presidencialista.

    • 22:42

      O senador Armando Monteiro (PTB-PE) defende o governo da presidenta Dilma Rousseff.

      O senador Armando Monteiro (PTB-PE) reassumiu seu mandato a tempo de participar da sessão. Ele era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

    • 22:31

      A senadora Regina Sousa (PT-PI) critica a violência contra manifestantes e repudia o processo de impeachment

      A senadora criticou vazamentos seletivos na Operação Lava Jato e a divulgação de grampos telefônicos do ex-presidente Lula. Ela afirmou que o processo de impeachment em curso é essencialmente político - que primeiro decidiu-se que a presidenta teria de sair, e depois foram procurar um crime.


    • 22:23

      Raimundo Lira (PMDB-PB) está inscrito para falar. Número de senadores na lista sobe para 71, informou Agência Senado.

    • 22:20

      Casa Branca: EUA confiam em instituições democráticas do Brasil

      Secretário de imprensa da Casa Branca Josh Earnest

      Casa Branca: EUA confiam em instituições democráticas do Brasil

      No dia em que o Senado brasileiro discute o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, o secretário de Imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, afirmou que, embora esteja passando por “um momento difícil”, as instituições brasileiras “maduras, duráveis e democráticas” continuarão recebendo a confiança dos Estados Unidos, informou Agência Brasil.
      Mostrar mais
    • 22:17

      O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) defende o impeachment.

      O senador disse afirmou que a presidente Dilma enganou o povo brasileiro para ganhar a eleição e que a "mídia livre" abriu os olhos da população.

    • 22:07

      O senador Hélio José (PMDB-DF) vota pela admissibilidade do processo de impeachment

    • 21:47

      O senador Reguffe (sem partido-DF) fala em defesa do impeachment.

    • 21:30

      Dilma fará uma declaração à imprensa, prevista para as 10h, informou o Palácio do Planalto.

      No mesmo horário, um vídeo gravado pela presidenta será divulgado nas redes sociais da Presidência da República, informou Agência Brasil.

      Mulheres carregam flores e retrato de Dilma enquanto militante anti-ditadura em um ato de 19 de abril de 2016 no Planalto

      Dilma fará uma declaração à imprensa na manhã de quinta-feira

      A presidenta Dilma Rousseff deixará o Palácio do Planalto, caso seja afastada pelo Senado, com um ato político para denunciar o que considera um golpe contra seu governo, informou Agência Brasil.
      Mostrar mais
    • 21:28

      A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) alerta para a violência do lado de fora do Congresso durante protestos e pede uma intervenção

      Vanessa Grazziotin discursa contra a "aventura política" do processo de impeachment.

    • 21:22

    • 21:15

      O senador Lasier Martins (PDT-RS) diz que a presidente cometeu o crime de responsabilidade e defende o impeachment

    • 21:12

    • 21:10

      Faltam 40 senadores inscritos para falar.

      Randolfe Rodrigues (Rede-AP) é o 30º senador a discursar. Ele é contrário ao processo de impeachment. Faltam 40 senadores inscritos para falar. 

    • 21:08

      O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) discursa contra a abertura do processo de impeachment

      O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que, assim como presidente não tem o poder de determinar a dissolução do Congresso, também não pode ser afastado de sua função por uma mera avaliação política.

    • 20:56

      Fernando Gaspar Neisser explicou a razão de a Lei de Responsabilidade definir os crimes de responsabilidade, os agentes públicos que estão submetidos a ela e como deve ser observada

      Supremo Tribunal Federal em Brasília

      Especialista: ‘Lei de Responsabilidade exige cautela para sua aplicação’

      O atual momento vivenciado no Brasil, em que a presidente da República, Dilma Rousseff, é alvo de processo de impeachment, exige explicações quanto aos ritos a serem seguidos. Para entender como eles transcorrem, Sputnik consultou o advogado Fernando Gaspar Neisser.
      Mostrar mais
    • 20:55

      O senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) anuncia voto a favor da abertura do processo de impeachment

    • 20:54

      Senador Roberto Requião (PMDB-PR) classifica o impeachment de "asneira"

    • 20:48

      Senador Roberto Requião (PMDB-PR) adverte contra o neoliberalismo

      Segundo Requião, a proposta de Michel Temer é neoliberal. "A mesma proposta de desgraçou a Europa", disse o senador. Apesar de se sentir frustrado pelo desrespeito às promessas de campanha, argumenta que o governo Dilma implementou, na prática a proposta da oposição. A oposição, agora, estaria sendo oportunista, segundo ele, pois culpa a política econômica que propunha pela crise atual. Segundo Requião, é necessário um governo de união nacional.

    • 20:38

      O senador Roberto Requião (PMDB-PR) discursa contra a abertura do processo de impeachment.

      O senador Roberto Requião (PMDB-PR) diz que é evidente que o crime de responsabilidade não ocorreu. Se tivesse ocorrido, segundo o senador, teria ocorrido também em 16 estados brasileiros.

    • 20:26

      Senador Waldemir Moka (PMDB-MS) afirma que há elementos suficientes para abrir processo contra a presidente Dilma.

    • 20:23

      Renan Calheiros (PDMB-AL), ameaça encerrar a sessão se os presentes não fizerem silêncio.

      Renan Calheiros se irritou com o barulho no plenário que dificultava o discurso dos oradores. Renan culpou os deputados presentes. Segundo ele, o Senado não pode impedir a entrada de deputados, mas também não pretende repetir "com devido respeito", o espetáculo ocorrido na Câmara. Se o barulho persistir, disse o presidente do Senado, a sessão será interrompida. 

    • 20:09

      Romero Jucá (PMDB-RR) e Edison Lobão (PMDB-MA) se inscreveram para discursar.

      Número de inscritos subiu para 70, informou Agência Senado.

    • 20:08

      O senador Álvaro Dias (PV-PR) profere seu discurso em defesa do impeachment.

    • 20:01

      Renan descarta interromper sessão que julga admissibilidade do impeachment.

    • 19:58

      O senador Wilder Morais (PP-GO) defende o impeachment e afirma que a denúncia tem todos os requisitos necessários.

    • 19:55

      Vídeo do presidente do Senado, Renan Calheiros, perdendo o dente durante entrevista viraliza nas redes sociais.

      O presidente do Senado está dando entrevista quando, de repente, algo branco cai de sua boca. Ele explicava o motivo para não votar no processo de impeachment contra Dilma Rousseff.

    • 19:39

      O senador Aécio Neves (PSDB-MG) começa o seu discurso em defesa do impeachment.

      Dos 69 senadores inscritos, 24 falaram até o momento. Cada senador dispõe de até 15 minutos para discursar.  Se todos os inscritos utilizarem o tempo a que têm direito, a sessão de debates e votação da abertura do processo de afastamento da presidenta Dilma Rousseff poderá se prolongar pela madrugada desta quinta-feira.

    • 19:33

      O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) vota pela admissibilidade do impeachment.

      Eduardo Amorim garantiu que o seu partido, PSC, apoia o impeachment e agradece ao relator do processo, Antonio Anastasia.

    • 19:27

      Senador Eduardo Amorim (PSC-SE) retoma, às 19h25, a sessão.

    • 19:22

      Renan Calheiros (PDMB-AL), já está de volta ao plenário. Terceiro bloco deverá ser iniciado em breve.

    • 18:17

      Renan Calheiros encerra o segundo bloco e anuncia intervalo de 1 hora

    • 18:05

      Fátima Bezerra (PT-RN) é a última a falar no segundo bloco da sessão

      A senadora denunciou a existência de um golpe de Estado em curso.

      "Este golpe de Estado teve início quando o PSDB e seu candidato, Aécio Neves, se rebelaram contra o resultado das eleições."

    • 18:03

      Senador Acir Gurgaz (PDT-RO) fala na impossibilidade de o atual governo retomar a governabilidade com com o Congresso.

    • 17:57

      PLACAR PARCIAL: Dos 20 senadores que discursaram até agora, 17 declararam voto a favor do impeachment

      Apenas 3 senadores se pronunciaram contra a abertura do processo.

      No total, 68 parlamentares se inscreveram para falar na Tribuna do plenário. Cada um tem direito a até 15 minutos de fala. A previsão é que a sessão termine durante a madrugada.

    • 17:55

      Senador Jorge Viana (PT-AC) anuncia terceiro voto do dia contrário ao afastamento de Dilma

    • 17:53

      Senador Vicentinho (PT-TO), primeiro secretário da mesa no Senado, é o responsável por notificar formalmente Dilma Rousseff sobre seu afastamento da Presidência por 180 dias, em caso da admissibilidade do processo de impeachment

    • 17:34

      Tema da votação no Senado é o maior destaque do dia no Twitter

    • 17:23

      Dilma Rousseff declarou que exonerará ministro em caso de afastamento

      A exoneração da equipe ministerial poderá ser publicada em edição extra do Diário Oficial da União logo após o fim da votação, em caso de admissibilidade do processo de impeachment.

      A votação está prevista para terminar durante a madrugada de quinta-feira. Até agora, dos 68 senadores inscritos para discursar no plenário do Senado, apenas 18 se pronunciaram. Cada parlamentar tem direito a até 15 minutos de fala.

    • 17:21

      Senador José Maranhão (PMDB-PB) declara voto pelo prosseguimento do processo de impeachment

    • 17:12

      Indígenas se dirigem ao Senado Federal para protestar contra o impeachment

    • 16:54

      Senadora Angela Portela (PT-RR) denuncia caráter fraudulento do processo de impeachment

      Nas suas palavras, tentam cassar uma presidenta “sem ter havido rejeição de suas contas pelo órgão competente”, sem ter havido crime de responsabilidade fiscal.

      "Estamos diante de um pré-julgamento político, pois a decisão dos julgadores foi tomada antes mesmo de o processo ter terminado“.

      Nas palavras da senadora o processo afronta o princípio democrático da Constituição Federal.

      Angela Portela elogiou os êxito do governo Dilma e alertou para o fechamento gradual de programas sociais pelo governo que assumirá o país em caso de impeachment.

    • 16:46

      Renan Caheiros diz que cumprirá o regimento da Casa e concederá 15 minutos de fala a todos os senadores inscritos

      Até agora, apenas 17 dos 68 senadores discursaram.

    • 16:39

      O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) anuncia voto a favor da abertura do processo de impeachment

    • 16:18

      Dos 14 senadores que falaram até agora, 13 são a favor do impeachment

      Telmário Mota (PDT-RR) foi o único senador a defender falta de crime de responsabilidade fiscal no processo contra Dilma.

      No total, 68 senadores estão inscritos para falar no plenário.

    • 16:13

      Votação do impeachment é a notícia mais comentada nas mídias dos EUA

      A votação está sendo acompanhada de perto pelas maiores agência de notícias norte-americanas, como CNN, Reuters, The Wall Street Journal, Los Angeles Times, ABC, New York Times e The Washington Post. 

    • 16:11

      DIlma deixa Palácio da Alvorada para acompanhar sessão do Senado no Palácio do Planalto

    • 15:53

      Manifestantes contrários ao impeachment ocupam Consulado do Brasil em Buenos Aires

      Participa do ato um pequeno grupo de estudantes residentes na Argentina. Portando cartazes “contra o golpe”, os manifestantes fizeram uma performance artística dentro do prédio da Embaixada, pedindo às autoridades que “não reconheçam governos que não tenham sido eleitos pelo voto popular”.

      Espera-se ainda que,na tarde de hoje, a Frente Argentina para a Democracia no Brasil – formada por partidos políticos e organizações sociais de esquerda – realize uma marcha pelo centro de Buenos Aires até a porta da Embaixada do Brasil para protestar contra o impeachment.

    • 15:58

      Renan Calheiros garante manter postura neutra durante votação

      Presidente do Senado Federal senador Renan Calheiros (PMDB-AL) concede entrevista coletiva

      Calheiros não vai votar e afirma: 'Torci para que este processo não chegasse ao Senado'

      A primeira fase de trabalhos da sessão do Senado Federal que vota nesta quarta-feira (11), o relatório da comissão do impeachment sobre a admissibilidade do processo contra a Presidenta Dilma Rousseff teve início com uma hora de atraso, às 10 da manhã.
      Mostrar mais
    • 15:40

      Telmário Mota (PDT-RR) diz que a Presidenta Dilma não cometeu qualquer crime de responsabilidade fiscal

      "Esse impeachment nasceu do revanchismo, ódio e vingança", principalmente, do PSDB e de Eduardo Cunha.

      Telmário destacou que o relator Antonio Anastasia deu parecer favorável sem ter conseguido caracterizar crime de responsabilidade fiscal por parte de Dilma.

      Nas suas palavras, o que está acontecendo é um "golpe branco", sem "armas de fogo", mas com "caneta, acordos, oportunismos, conchavos e traições".

    • 15:31

      Romário (PSB-RJ) diz que há indícios de crimes de responsabilidade fiscal por parte de Dilma que precisam ser apurados

      "Votarei pela admissão do processo de impeachment."

      Romário destacou que não apoiará nenhuma medida voltada para prejudicar o trabalhador brasileiro, que é quem garante o desenvolvimento da nação.

    • 15:23

      Página do PMDB no Facebook é atacada por manifestantes com enjoo

    • 15:17

      Ricardo Ferraço (PSDB-ES) faz seu pronunciamento

      Senador diz que presidencialismo não é monarquia absoluta ao defender o impeachment como o mais amargo dos remédios para afastar um mau governante.

    • 15:01

      Senador Magno Malta é o nono a discursar

      Os oito parlamentares que se pronunciaram até o momento se disseram favoráveis à admissibilidade do impeachment.

    • 14:59

      Ativistas convocam manifestação em defesa da democracia em São Paulo

    • 14:50

      Senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) fala no plenário

      Parlamentar esclarece objetivos da sessão desta quarta-feira.

    • 14:45

      #Cobertura

    • 14:42

      Senador Zezé Perrella (PTB-MG) inicia seu discurso

      Parlamentar afirma que há motivos suficientes para afastar a presidenta Dilma Rousseff.

    • 14:32

      Ronaldo Caiado (DEM-GO) discursa no plenário

      Senador do DEM fala sobre as pedaladas fiscais e outras possíveis irregularidades cometidas pela presidenta da República.

    • 14:30

      Sessão é finalmente retomada

    • 14:22

      Dilma fará pronunciamento à nação

      A presidenta da República irá gravar na tarde desta quarta-feira um discurso que deverá ser divulgado na noite de hoje ou amanhã de manhã através das redes sociais. Essa poderá ser uma das últimas medidas da chefe de Estado antes do possível afastamento que está sendo discutido no Senado Federal.

    • 13:56

      Constituintes de 1988 se manifestam sobre o impedimento da presidenta

      Deputados Constituintes Nelton Friedrich e Haroldo Sabóia na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

      Deputados Constituintes de 1988 criticam processo de impeachment da presidenta Dilma

      Os Constituintes Nelton Friedrich e Haroldo Sabóia, que participaram da formulação da Constituição Federal de 1988, foram recebidos em audiência na Comissão de Direitos Humanos do Senado para discutir a crise política e o futuro dos trabalhadores com o processo de impeachment de Dilma Rousseff, e fizeram duras críticas a abertura do processo.
      Mostrar mais
    • 13:45

      Após uma hora e quinze minutos, sessão continua suspensa

    • 13:36

      Glenn Greenwald analisa processos políticos no Brasil ao longo dos últimos anos:

      Paulo Skaf e Michel Temer

      Greenwald: Democracia sofre duro golpe no Brasil; Temer será fiel servidor dos mais ricos

      Diz o jornalista Glenn Greenwald (o mesmo que iniciou a divulgação, no The Guardian, dos dados sobre os programas de vigilância global dos EUA, revelados em junho de 2013 através dos documentos fornecidos por Edward Snowden): a democracia brasileira sofre hoje (11) um duro golpe, que instalará no poder um projeto neoliberal inelegível e corrupto.
      Mostrar mais
    • 12:47

      Placar: 5 a 0 para o "sim"

      Dos cinco senadores que se manifestaram em seus discursos até agora, todos defenderam a admissibilidade do impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

    • 12:31

      Presidente do Senado anuncia pausa de uma hora na sessão

    • 12:27

      Câmara: Maranhão pode ser substituído por deputado "sortudo"

      Fernando Giacobo (PR)

      Se cair Maranhão, conheça Giacobo: o deputado que ganhou na loteria 12 vezes em 2 semanas

      O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP), tem até hoje para renunciar ao cargo, segundo indicaram as fontes ouvidas pelo G1 na terça-feira (9).
      Mostrar mais
    • 12:18

      Ataídes Oliveira (PSDB-TO) é o último a discursar antes da primeira pausa da sessão, segundo Renan Calheiros

      Assim como os seus colegas, o senador também acredita que Dilma cometeu crimes de responsabilidade e, por isso, deve ser afastada.

    • 12:06

      Discursa a senadora Marta Suplicy

      Parlamentar diz que todos serão julgados pelo que estão construindo e pelo que querem construir.

    • 12:04

      Jaques Wagner se manifesta contra o impeachment nas redes sociais

    • 11:59

      Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) demonstra convicção no afastamento de Dilma

      "Ela será afastada definitivamente", garantiu, dizendo que a presidenta perdeu todas as oportunidades que teve. 

    • 11:48

      Para especialista da USP, aprovação do impeachment já está definida

      Senado discute impeachment de Dilma

      Especialista prevê aprovação do impeachment e diz que Brasil precisa voltar a funcionar

      O Senado está votando nesta quarta-feira, 11, a admissibilidade do processo de impeachment da Presidenta Dilma Rousseff, aprovado na sessão da Câmara dos Deputados de 17 de abril por 367 votos a favor, 137 contra, 7 abstenções e 2 ausências.
      Mostrar mais
    • 11:38

      José Medeiros discursa no plenário

      Senador do PSD de Mato Grosso critica duramente a administração Dilma Rousseff, falando em grande tragédia e paralisia. 

    • 11:33

      Professor da FGV não acredita em surpresas na votação, mas se preocupa com o dia seguinte

      Michel Temer

      ‘Minha preocupação é com o dia seguinte ao da votação no Senado’, diz especialista

      O Senado está votando nesta quarta-feira, 11, a admissibilidade do processo de impeachment da Presidenta Dilma Rousseff, aprovado na sessão da Câmara dos Deputados de 17 de abril por 367 votos a favor, 137 contra, 7 abstenções e 2 ausências.
      Mostrar mais
    • 11:22

      Ana Amélia diz que a sessão trata de um tribunal político

      Ela pede a admissibilidade do processo de impeachment, por acreditar que há indícios de irregularidade suficientes contra a presidenta Dilma. 

    • 11:20

      Após muito atraso, começam os discursos

      A primeira a falar é a senadora Ana Amélia (PP-RS). Ela cita o Papa Francisco e o presidente dos EUA, Barack Obama.

    • 11:14

      Paulo Rocha (PT-PA) se manifesta

      Segundo o senador, as questões de ordem são previstas no regimento e devem ser respeitadas, não significam procrastinação.

    • 11:10

      Renan rejeita última questão de ordem

      Senador afirma que não é preciso aguardar a análise das contas por outros órgãos para seguir com o processo. 

    • 11:09

      Cássio Cunha Lima diz que Lindbergh e aliados mantêm postura desleal

    • 11:05

      Lindbergh apresenta última questão de ordem

      Senador diz que a denúncia de Miguel Reale e Janaína Paschoal mostra crime sem autoria. Ele destaca que estão querendo afastar a presidenta antes da avaliação de suas contas de 2015.

    • 11:04

      Alvaro Dias (PV-PR) diz que questões de ordem dos senadores contrários ao impeachment são "matéria vencida"

    • 10:59

      "Qual foi o crime que Dilma cometeu?", questiona senadora Fátima Bezerra (PT-RN)

    • 10:57

      Lindbergh afirma que PT e partidos da base não querem atrasar a votação

    • 10:56

      Grazziotin volta a falar em golpe

      Senadora acusa o PSDB de construir o processo para afastar a presidenta Dilma Rousseff.

    • 10:51

      Aécio Neves (PSDB-MG) fala

      Na condição de presidente do PSDB, senador esclarece ligação entre o seu partido e a jurista Janaína Paschoal, contratada pelo PSDB para dar um parecer sobre o impeachment.

    • 10:50

      Calheiros rejeita questão de ordem de Grazziotin

    • 10:45

      Ricardo Ferraço ((PSDB-ES) rebate Grazziotin

      Segundo o senador, a parlamentar, assim como outros contrários ao impeachment, só estão tentando atrasar a votação.

    • 10:41

      Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) critica acusadores

      Parlamentar questiona legitimidade do relator Anastasia e da jurista Janaína Paschoal, por sua ligação com partidos da oposição. 

    • 10:36

      Presidente do Senado rejeita questão de ordem de Hoffmann

    • 10:34

      São Paulo: Estudantes ocupam reitoria da Unicamp em protesto contra cortes e golpe

      Cartaz do movimento OcupaTudo Unicamp

      #OcupaTudo: Estudantes da Unicamp ocupam reitoria contra golpe e cortes

      A reitoria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi ocupada na manhã desta quarta-feira (11) por cerca de 600 estudantes que protestam contra um corte de R$40 milhões nas verbas para a universidade, contra o golpe em curso no país e pela manutenção e ampliação de seus direitos.
      Mostrar mais
    • 10:26

      Questão de ordem de Lindbergh Farias

      Senador do PT do Rio de Janeiro contesta relator Antonio Anastasia, dizendo que os autores citados por ele não compartilham da sua opinião. Lindbergh cita os autores, que afirmam não haver crime de responsabilidade por parte da presidenta da República. 

    • 10:24

      Agripino Maia (DEM-RN) pede rapidez na sessão

    • 10:23

      Senador Sérgio Petecão esclarece dúvida junto ao presidente do Senado

    • 10:21

      Senador Cássio Cunha Lima rebate Gleisi Hoffmann

    • 10:16

      Questão de ordem

      Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) pede suspensão da sessão que decidirá a admissibilidade do impeachment.

    • 10:15

      Calheiros garante que a decisão será absolutamente republicana

    • 10:05

      Começa a sessão

      O presidente da Casa, Renan Calheiros, explica o rito da votação.

    Ao vivo
    Senado vota hoje a admissibilidade do impeachment de Dilma
    +
    Tema:
    Impeachment no Senado (104)

    Mais:

    Senado discute cassação de Delcídio
    AGU diz que prosseguimento do impeachment no Senado é 'insustentável'
    Renan Calheiros determina continuidade do processo de impeachment no Senado
    Tags:
    impeachment, Senado Federal, Antonio Anastasia, Michel Temer, José Eduardo Cardozo, Dilma Rousseff, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar