20:28 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    A presidente da República, Dilma Rousseff e o Presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman participam de cerimônia para divulgar o modelo da Tocha Olímpica
    CHARLES SHOLL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Revezamento da Tocha Olímpica inicia maior operação de segurança do Brasil

    Brasil
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    111

    A Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça mostrou em um workshop como vai ser a operação de segurança durante o Revezamento da Tocha Olímpica dos Jogos Rio 2016.

    O percurso da Tocha começará no dia 3 de maio em Brasília e terminará em 5 de agosto, quando entrará no Estádio do Maracanã para o acendimento da Pira Olímpica, no ato que abre oficialmente as Olimpíadas 2016.

    Serão 95 dias de revezamento, com a Chama Olímpica passando por 335 cidades de todos os Estados do país. No total, a Tocha vai percorrer 20 mil quilômetros de vias terrestres e 10 mil milhas aéreas. Ela será conduzida por cerca de 12 mil carregadores.

    De acordo com o secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, a operação logística e de segurança será a maior já realizada no país, envolvendo dezenas de órgãos dos três níveis de Governo. 

    “Eu não tenho dúvida de que esse é o maior evento do mundo, e consequentemente a maior operação de segurança que o Brasil vai realizar”, garante Andrei Rodrigues. “Nós teremos, além dos Jogos, que tem as 5 cidades do futebol e o Rio de Janeiro com mais de 200 países, mais de 15 mil atletas, também aquilo que nós estamos trabalhando hoje, o revezamento da Tocha Olímpica que vai percorrer todo o país. Um momento importante da maior operação de segurança que o Brasil vai realizar.”

    Andrei Rodrigues assegura que o Brasil está pronto para receber os Jogos 2016, após a experiência em outras competições realizadas aqui, como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, e também com eventos como a Jornada Mundial da Juventude e a Rio+20. “O Brasil está pronto, as instituições amadurecidas, e nós faremos os Jogos com absoluta segurança.”

    Ao ser questionado sobre a situação que mais preocupa o Governo no quesito da segurança dos Jogos Olímpicos de 2016, disse que “nós temos a preocupação de segurança total, em todos os lugares por onde passamos. Nossa meta é garantir a segurança onde quer que este evento esteja acontecendo. O que existe é uma análise de risco permanentemente feita, a atividade de inteligência policial acompanhando todos os eventos e municiando o nosso Centro de Comando e Controle com dados para a operação fluir melhor. Não há nenhum ponto identificado a mais, mas sim peculiaridades de cada cidade e região, centros urbanos, áreas rurais, em que temos que adequar a operação para esse cenário.”

    Já foram realizados mais de 30 eventos-teste em diferentes modalidades, e ainda há mais de 20 testes a ser feitos até o início dos Jogos, para identificar oportunidades de melhorias ou consolidar o planejamento já realizado.

    O Plano de Segurança para os Jogos vai ser entregue para aprovação nesta sexta-feira, 8, ao Comitê Organizador Rio 2016.

    Tema:
    Rio 2016 (253)

    Mais:

    Revezamento da Tocha Olímpica pelo Brasil vai revelar novos destinos turísticos do país
    Brasil tem a cooperação de outros países para a segurança dos Jogos do Rio 2016
    Da defesa cibernética à defesa aeroespacial: está pronta a segurança do Rio 2016
    Tags:
    revezamento, tocha, segurança, Rio 2016, Andrei Rodrigues, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik