14:16 18 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Estudantes são reprimidos pela PM em protesto contra a reorganização do ensino paulista - 03/12/2015

    Polícia reprime estudantes com bombas de gás no centro de São Paulo

    Rovena Rosa/ Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    57816

    A Força Tática da Polícia Militar lançou bombas de gás lacrimogênio sobre um grupo de cerca de 200 estudantes secundaristas que faziam protesto pacífico na Av. Rio Branco, centro de São Paulo, contra a crescente degradação do sistema de educação pública no estado.

    Os estudantes denunciam o fechamento de salas de aula, reivindicam a abertura de uma CPI para tratar das denúncias de corrupção nos contratos da merenda escolar no estado e exigem autonomia na organização dos grêmios estudantis. Além disso, o ato expõe a tentativa do governo Alckmin de promover uma reorganização escolar às escondidas, violando a liminar que suspendeu esse processo no ano passado após uma luta histórica dos alunos.Ato dos secundaristas em SP.

    ​Repórteres dos Jornalistas Livres presentes no local, informaram que os secundaristas seguiam em direção à Av. 23 de Maio, quando foram surpreendidos pela polícia. Na tentativa de recompor o ato após o uso de força policial, um grupo de jovens foi novamente repreendido com mais bombas de gás.

    Informou-se ainda que um menor foi apreendido pela polícia e levado para a 78DP. Os policiais no local se recusaram a prestar esclarecimentos sobre a apreensão.

    Tags:
    repressão, gás, bombas, estudantes, protesto, Polícia Militar, São Paulo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar