23:28 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Palácio do Itamaraty

    E-mail não autorizado às Embaixadas esquenta ainda mais a crise

    Ana de Oliveira/AIG-MRE
    Brasil
    URL curta
    421181912

    Embaixadas e representações diplomáticas do Brasil no exterior receberam comunicado do diplomata Milton Rondó Filho, solicitando a divulgação de mensagens de que um golpe está em curso no Brasil. O caso pôs mais lenha na fogueira já muito alta da crise política nacional, que repercute no exterior.

    O episódio provocou imediatos protestos e levou os parlamentares dos partidos de oposição a convocar o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, a prestar esclarecimentos no Congresso Nacional sobre o episódio. Na Câmara, os pedidos foram apresentados por deputados federais do PSDB e do PPS, e no Senado, por integrantes do DEM e do PSDB.

    O efeito imediato da divulgação desses fatos foi o comunicado, por parte do Ministério das Relações Exteriores, de que o diplomata Mílton Rondó Filho agiu por conta própria e que, antes de expedir novos comunicados e circulares às representações diplomáticas do Brasil, ele precisará da autorização de um superior.

    Além disso, o vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), informou à mídia e aos colegas parlamentares que “o secretário-executivo do Ministério das Relações Exteriores, Embaixador Sérgio Danese, enviou telegrama-circular a todas as Embaixadas do Brasil, informando que o Governo não tinha posição oficial sobre a questão”.

    Sputnik Brasil entrou em contato com uma das representações brasileiras, a Embaixada do Brasil na Rússia, e, através do diplomata Igor Germano, encarregado das relações com a imprensa, obteve a resposta de que “toda e qualquer manifestação sobre este assunto está concentrada em Brasília, na sede do Ministério das Relações Exteriores”, o Palácio Itamaraty.

    Na próxima semana, os parlamentares deverão definir a data em que o Ministro Mauro Vieira comparecerá ao Congresso Nacional para prestar os esclarecimentos solicitados pelos deputados e senadores oposicionistas.

    Tags:
    embaixada, golpe de Estado, oposição, relações diplomáticas, relações exteriores, Embaixada do Brasil na Rússia, PT, DEM, PSDB, PPS, Jorge Viana, Mauro Vieira, Dilma Rousseff, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik