03:14 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Rio de Janeiro

    Rio 2016: Esporte e cultura em dose dupla

    Tomaz Silva / Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    119711

    Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 vão contar com uma intensa programação cultural, que será divulgada em detalhes a partir de abril.

    De acordo com o ministro da Cultura, Juca Ferreira, uma série de atividades culturais está sendo programada para o período dos Jogos do Rio 2016 com o intuito de apresentar para os cariocas e principalmente para os visitantes a diversidade da cultura brasileira.

    “A programação cultural vai ser um elemento complementar aos Jogos, mas será uma parte importantíssima, porque é a cara do Brasil, mostrar uma das coisas que nós temos de melhor aqui, mostrar as nossas riquezas, a nossa diversidade cultural”, disse Juca Ferreira. “Tem desde produção cultural indígena, os povos tradicionais de todas as regiões do Brasil, até as artes de vanguarda.”

    Durante os Jogos do Rio 2016, o principal espaço cultural será a Casa Brasil. Para o Ministério da Cultura, o espaço vai ser a grande vitrine da diversidade natural, artística e cultural do país. A Casa Brasil está instalada em uma área de 12,5 mil m² no Píer Mauá, na Zona Portuária do Rio. As atividades no local vão ser organizadas por 22 Ministérios e outros órgãos do Governo Federal.

    Para o assessor especial do Ministério da Cultura e coordenador do Comitê Executivo responsável por organizar e implementar projetos e programações culturais durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, Adriano de Angelis, a cultura brasileira é um dos ativos que a percepção mundial tem do Brasil. De Angelis explicou que a Casa Brasil vai contar com diversas atrações como apresentações artísticas, exposições, interação com atletas e debates.

    “Aqui as pessoas vão ter acesso a um conjunto de programação de ativações, que vão trazer muitas experiências e referências do Brasil inteiro para que os turistas brasileiros e estrangeiros tenham contato aqui no Rio de Janeiro com o que o melhor do Brasil se produz e desenvolve em várias áreas”, diz Adriano de Angelis. “Isso envolve obviamente a cultura e a arte, não só com shows mas com exposições, com programações gastronômicas, uma série de atividades.”

    A Casa Brasil vai funcionar de 4 de agosto a 18 de setembro. O espaço ocupa dois armazéns, uma praça e um edifício histórico ao lado do recém-inaugurado Museu do Amanhã. Os investimentos no local são de cerca de R$ 35 milhões.

    Além da Casa Brasil, o Ministério da Cultura prepara diversas outras ações para os Jogos, como, por exemplo, nas cidades do circuito de revezamento da Tocha Olímpica, que receberão apoio para a realização de atividades culturais.

    Também foi lançado o Edital Prêmio Arte Monumento 2016, para selecionar 70 projetos de obras de arte que marquem a passagem da Chama Olímpica por aquelas cidades.

    O Ministério da Cultura também auxilia a Rio 2016 a inserir apresentações de expressões da cultura brasileira, os chamados Sports Presentation, dentro dos espaços de disputas esportivas, durante os intervalos de competições.

    Tema:
    Rio 2016 (253)

    Mais:

    Alerta Rio 2016: Brasil tem que prestar atenção no terrorismo internacional
    Jogos do Rio 2016 à vista: Mais polícia nas ruas para reduzir criminalidade
    Internet, baile de favela: Como a inclusão digital afeta as comunidades pobres do Rio
    Problema do doping: Brasil cria tribunal para julgar os casos dos Jogos do Rio 2016
    Tags:
    Casa Brasil, Jogos Paralímpicos, Jogos Olímpicos, Adriano de Angelis, Juca Ferreira, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik