20:44 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    1433311
    Nos siga no

    A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, foi até São Bernardo do Campo visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste sábado.

    Em frente ao prédio, militantes e apoiadores ao ex-presidente faziam vigília. Dilma, Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia apareceram na varanda e acenaram para os manifestantes.

    O encontro durou cerca de uma hora, e Dilma, que chegou ao local por volta das 13h30min locais, saiu sem falar com a imprensa ou os manifestantes. A presidente, que foi recebida com gritos de “não vai ter golpe”, foi acompanhada pelo ministro Jacques Wagner.

    Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o deputado federal Vicente Paulo da Silva disse que o encontro de Dilma e Lula foi bom. “Eles falaram sobre o abuso cometido ontem pelo juiz Sérgio Moro”, disse o deputado ao jornal, referindo-se à condução coercitiva de Lula, que foi levado pela Polícia Federal a prestar depoimento no aeroporto de Congonhas durante a 24ª fase da Operação Lava Jato.

    Antes da chegada de Dilma, Lula desceu de surpresa e cumprimentou os manifestantes. O ex-presidente abraçou alguns militantes e tirou fotos. Um carro de som foi levado até o local para Lula discursar. No entanto, segundo a Agência Brasil, o ex-presidente disse que não faria discurso, pois o prédio onde mora fica ao lado de um hospital. 


    Mais:

    ‘Não devo e não temo’, diz Lula em pronunciamento
    Lula depõe na Lava-Jato, PF explica e PT reage
    PF realiza batida na casa de Lula
    ‘Operação afronta país e estado de direito', diz página oficial do Lula
    Situação e oposição discutem espetacularização da Polícia Federal no depoimento de Lula
    Tags:
    apoio, visita, Operação Lava Jato, PT, Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva, Lula, São Bernardo do Campo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar