06:18 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    João Vaccari Neto (à esquerda)

    Tesoureiro do PT será conduzido a prestar depoimento na Lava Jato

    © Foto: Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    0 03

    A Polícia Federal cumpre mandado de condução coerciva contra o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, na nona fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 5, e batizada pela Policia Federal de "My Way". Vaccari será obrigado a prestar depoimento e será liberado logo em seguida.

    O tesoureiro do PT foi citado em depoimentos da Operação Lava Jato, entre eles os prestados pelo doleiro Alberto Youssef, como operador do esquema de corrupção na Petrobras, que envolvia repasses de recursos desviados de grandes obras da estatal para o partido.

    Segundo as investigações, Vaccari também operaria no fundo de pensão Petros, alvo do esquema. A PF descobriu também que a cunhada do petista, Marice Lima, foi destinatária de recursos da empreiteira OAS, envolvida no escândalo de corrupção.

    Desde que seu nome foi mencionado nas investigações, Vaccari nega qualquer relação com o esquema de desvio na estatal e que os valores recebidos pelo PT foram declarados aos órgãos competentes.

    De acordo com o procurador da República Carlos Fernando e o delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula, a investigação envolve 11 operadores identificados dentro de diretoria de serviços da Petrobras.

    "Vaccari teria relação com esquema de operadores. É uma investigação, não há acusação", afirmou Carlos Fernando. "Temos informações de que Vaccari solicitava valores legais e ilegais de pessoas que tinham contrato com a Petrobras. Não podemos dizer exatamente o destino das doações solicitadas por Vaccari. Mas queremos saber informações de doações que Vaccari solicitou, legais ou ilegais".

    Segundo Carlos Fernando, salvo o tesoureiro, os outros envolvidos no esquema não têm ligação com o PT. Igor Romário de Paula também considerou que não é possível no momento estabelecer uma relação dos desvios com o partido.

    Na manhã desta quinta-feira, 5, cerca de 200 policiais federais, com apoio de 25 servidores da Receita Federal, cumprem 62 mandados judiciais: um de prisão preventiva, três de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 40 de busca e apreensão nos Estados de São Paulo, do Rio de Janeiro, da Bahia e de Santa Catarina.

    Segundo integrantes da operação, as prisões foram feitas com base em depoimento de um dos colaboradores da Lava Jato.

    A nona fase da operação Lava Jato foi batizada pela Policia Federal de "My Way", em referência a como um dos delatores do esquema, Pedro Barusco, se referia ao ex-diretor Renato Duque.

    Fonte: Estadão Conteúdo

    Mais:

    Graça Foster pode deixar a presidência da Petrobras em março
    Tags:
    corrupção, justiça, Petrobras, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik