18:20 04 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    Paraná, a Rússia Brasileira

    Vídeos sugerem que uma Rússia bizarra existe no Brasil

    © Foto: Paraná, a Rússia Brasileira/Facebook
    Brasil
    URL curta
    Amarildo Torrizelli
    0 894132

    Você já ouviu falar da “Rússia brasileira”? Eu já. Segundo a Internet, está no Paraná. Também, segundo a Internet, a Rússia e o Paraná são lugares onde chove pedras, voam aranhas e os carros têm um magnetismo estranho que os faz impactar contra prédios a toda velocidade. Isso, sem falar dos ursos e das balalaikas, de que o Brasil carece.

    Vejamos alguns exemplos para se ter uma ideia do que se fala. Um vídeo de um grupo de jovens fazendo passeio dentro de um pneu.

    Um vídeo de uma jovem que agride cobrador na entrada de uma estação. Outro vídeo de uma mulher embriagada detida ao conduzir carro (bem, ao tentar conduzir).

    Uma charge sugerindo que, no Paraná, o verão é quente como o Sol e o inverno, frio como no Polo Norte; “Por que não existe equilíbrio? – Porque ser paranaense é para os fortes!”. E uma foto espalhada pela mídia que se tornou a imagem da “Rússia brasileira”, segundo os internautas: um objeto em forma de dinossauro de um parque de diversões alagado pela chuva.

    Tá, neve no Brasil, mesmo se não é anômalo, tem pouca. Isso faz dos estados em que tem neve uma “Rússia do Sul”?

    As origens da bizarrice

    Recentemente, circulou pela Internet uma coletânea de vídeos e GIFs animados bizarros cuja ação acontece supostamente na Rússia.

    Motoristas bêbados conduzindo nus, ciclistas passeando por cima dos carros e outros pelo estilo.

    Prevalecem vídeos relacionados à carros, de câmaras de painel de bordo. Geralmente, meio como o que você vê na página 404 da Globo, mas em vez dos EUA, você pega Rússia, que se torna um meme.

    Não há por que ofender-se, um meme pega qualquer coisa ou, neste caso, país. É uma forma de folclore da Internet que tende a fazer generalizações e rir muito sobre qualquer coisa. A rede mundial é impulsiva e gosta de emoção.

    O meme da “Rússia brasileira” teve seu auge em 2013. Em maio e junho daquele ano foram criadas três páginas no Facebook, que agora têm 647, 405 e 21 “curtidas”. A mais “curtida”, neste ano, divulgou mais comentários sobre as eleições brasileiras do que sobre as bizarrices. A primeira postagem de apresentação dela é assim: “Vídeos do meu estado PARANÁ, a Rússia Brasileira. #FIGHT”. O hashtag (essa palavra precedida pelo joguinho-da-velha) vem, acho, de um jogo tipo Mortal Kombat.

    Existe também uma página no Tumblr, criada em 26 de junho de 2013 e sem novas postagens desde 27 de dezembro daquele mesmo ano.

    Todas essas páginas têm pelo menos um par de postagens provenientes do site humorístico Não Salvo, que parece ter contribuído para a noção da bizarrice.

    A história do meme da “Rússia bizarra” vai bem longe, basta lembrar a famosa brincadeira sobre a União Soviética em que tudo é ao contrário, e a “o artigo lê você”.

    Mas por que, no Brasil, precisamente o Paraná? Sei lá. Pela mesma razão que a Rússia, acho – ou seja, por nada. Um dia um grupo de pesquisadores na área informática e de comunicação publicou uma coletânea de memes do Brasil e lá escreveu que um vídeo do Paraná se tornou viral no YouTube, e um usuário comentou que Paraná era a Rússia brasileira pelo nível da bizarrice que ele tinha visto em um vídeo sobre a Rússia. Gera preconceito? Espero que não. Espero que, pelo contrário, possa ajudar a combater preconceito. Cada canto do mundo tem suas bizarrices. Motoristas bêbados existem por todas as partes, lamentavelmente. Só que sim, assistir todos os vídeos que há no YouTube é uma perda enorme de tempo.

    Mas há uma peculiaridade que me rói a cabeça. Nos vídeos “bizarros” que eu vi sobre a Rússia (“Rússia do Norte”, segundo o apelido sugerido pelos internautas), os protagonistas, com raríssimas exceções, sempre são pessoas. Há exemplos clássicos de interação com animais selvagens, mas são os homens e as mulheres que aparecem no foco central. Já nos vídeos “bizarros” do Paraná, as exceções são maiores, e figuram aqui fenômenos naturais na qualidade de “hilariantes”.

    As Rússias que há no Brasil

    Parece que o meme não aguentou a sua primeira onda. Mas a Rússia segue no Sudoeste brasileiro. Neste estado existe uma comunidade bastante forte de velhos cristãos russos. Os representantes desta corrente do cristianismo ortodoxo acharam um refúgio acolhedor aqui, como em outros lugares do Brasil e da América Latina. Outras tradições russas também persistem no que outrora foi considerado o Novo Mundo.

    E um ponto final: o Brasil, sim, tem uma Nova Rússia, ao sul do município de Blumenau, em Santa Catarina.

    Tags:
    Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco