22:29 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    378
    Nos siga no

    Na quinta-feira (23), o avião pesado C-17 Globemaster III da Força Aérea Real Australiana deu um rasante e voou entre os prédios da cidade de Brisbane, localizada no estado de Queensland.

    As manobras fazem parte dos ensaios da Força Aérea Real Australiana (RAAF, na sigla em inglês) para o encerramento do Brisbane Festival, um evento cultural que ocorre por três semanas no mês de setembro.

    No final do festival, a Força Aérea faz demonstrações e voos rasantes com aeronaves F/A-18 Super Hornet/EA-18 Growler, BAE Haek e o C-17.

    Enquanto muitas pessoas esperam pela passagem das aeronaves, outras criticam as manobras, fazendo comparações com os atentados de 11 de setembro nos EUA, segundo o tabloide DailyMail.

    Apesar da polêmica, os moradores de Brisbane foram alertados antecipadamente sobre os ensaios.

    Por sua vez, um piloto de C-17 da Força Aérea dos EUA, que preferiu manter o anonimato, afirmou ao portal Task & Purpose que uma acrobacia como essa jamais seria permitida nos EUA, por ser "insano".

    "Se o tempo da tripulação tiver acabado ou se tiverem uma reação lenta, o avião colidirá com um prédio. É um risco muito alto", afirmou o piloto.

    A RAAF lançou um comunicado informando os moradores sobre a rota do avião.

    "O gerenciamento de ruído, da segurança e do meio ambiente são considerações importantes no planejamento e condução das atividades de voo da Defesa, e os esquadrões participantes vão operar com o objetivo de minimizar o impacto nas comunidades locais", indica o comunicado.

    Atualmente, a RAAF conta com oito aviões C-17A em serviço, adquiridos entre 2006 e 2015. Na última quarta-feira (15), o primeiro voo do C-17 completou exatamente 30 anos.

    Mais:

    Avião com 16 pessoas cai e pega fogo na Rússia, 4 morrem, dizem serviços de emergência
    Elite política do Brasil nem sempre tem noção dos desafios das Forças Armadas, avalia professor
    Novo caça russo Checkmate 'é maior ameaça aos interesses ocidentais' do que J-10C chinês, diz portal
    Tags:
    Austrália, avião, avião militar, avião de transporte, Queensland
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar