05:56 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 91
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (6) grupos armados ilegais da Armênia feriram um militar azerbaijano, comunica o Ministério da Defesa do Azerbaijão.

    "Grupos armados armênios ilegais" dispararam contra militar do Azerbaijão, afirma na terça-feira (6) o Ministério da Defesa do país.

    "Em 6 de julho, por volta das 17h50 [horário local, 10h50, horário de Brasília], grupos armados armênios ilegais localizados no território do Azerbaijão, onde as forças de manutenção da paz russas estão temporariamente destacadas, dispararam contra unidades do Exército do Azerbaijão, em direção à vila de Aliagaly, no distrito de Agdam", disse o órgão militar em declaração.

    Foi ferido um alfere, que estava envolvido em obras para melhoria de estradas.

    "O ferido recebeu os primeiros socorros e foi evacuado para um hospital militar. O comando das forças de manutenção da paz russas e do Centro de Monitoramento Conjunto Turco-Russo foram informados a fim de investigar o incidente", detalha o comunicado.

    Alguns dos termos principais do acordo de cessar-fogo incluem uma troca de prisioneiros de guerra, e o fim das hostilidades pelos militares da Armênia e do Azerbaijão nas posições em que estavam durante a assinatura do acordo. Além disso, Erevan cede partes de Nagorno-Karabakh, mas mantém um corredor para o enclave. Por fim, um contingente de manutenção da paz russo fica presente na região para fiscalizar os termos do acordo.

    As relações entre Baku e Erevan têm se mantido bastante tensas desde o último conflito militar entre forças azerbaijanas e armênias em Nagorno-Karabakh, que ocorreu entre setembro e novembro de 2020, e que terminou com uma trégua mediada por Moscou. Até hoje, ambos os países se mantêm em alerta na sua fronteira, na qual há ainda várias zonas disputadas.

    O conflito entre a Armênia e Azerbaijão sobre a posse de Nagorno-Karabakh perdura periodicamente desde 1988. As relações entre Baku e Erevan têm se mantido bastante tensas desde o último conflito militar entre forças azerbaijanas e armênias em Nagorno-Karabakh, que ocorreu entre setembro e novembro de 2020, e que terminou com uma trégua mediada por Moscou. Até hoje, ambos os países se mantêm em alerta na sua fronteira, na qual há ainda várias zonas disputadas.

    Mais:

    Baku teria detectado destroços de mísseis Iskander em Nagorno-Karabakh, Kremlin nega sua utilização
    Armênia nunca se negou a reunir com o Azerbaijão sobre Nagorno-Karabakh, diz chanceler
    Azerbaijão: Armênia ficará em situação mais difícil caso não cumpra acordo sobre Nagorno-Karabakh
    Tags:
    Exército, Ministério da Defesa, Nagorno-Karabakh, Rússia, Azerbaijão, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar