12:51 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    9218
    Nos siga no

    As tropas norte-americanas abandonaram a base aérea de Bagram, a principal base dos EUA no Afeganistão, que ocupavam há quase 20 anos.

    Os norte-americanos cortaram a energia elétrica e deixaram o local durante a noite, sem avisar os militares afegãos que guardavam as imediações.

    O novo comandante afegão da base não havia sido notificado da retirada dos norte-americanos, constatando a partida horas depois, segundo a agência de notícias AP.

    Em entrevista à Sputnik, o general Mir Asadullah Kohistani, novo comandante da base aérea de Bagram, afirmou, ainda assim, que o local foi entregue de maneira responsável e tranquila.

    "A entrega da base aérea ocorreu de maneira responsável e tranquila. Na base, ficaram muitas coisas de uso militar. Há um hospital bem equipado, que pode ser usado pelas forças de segurança nacionais. A população também pode ser tratada no hospital. Quanto à base aérea, ela pode ser usada para fins civis. Tem três pistas. Podem ser realizados voos domésticos e internacionais", afirmou.

    Já de acordo com o tenente-coronel Degarman Sami, os militares afegãos não sabiam a data exata da retirada norte-americana.

    "Como vocês sabem, a OTAN deixou Bagram. Nós não sabíamos disso. Em apenas uma hora, conseguimos assumir o controle da base aérea, que é uma área bastante grande, e estamos prontos para defendê-la", declarou.

    De acordo com o correspondente da Sputnik, as forças norte-americanas deixaram para trás seus equipamentos e suprimentos, embarcando em um avião e retornando aos EUA.

    "Eles deixaram a base sem coordenar a saída com os Ministérios do Interior e da Defesa afegãos . Apesar de os militares informarem que os norte-americanos deixariam o país em breve, não deram um prazo exato. Na sexta-feira (2) à noite, pela primeira vez em 20 anos, a energia elétrica foi cortada por uma hora, enquanto a base foi tomada por fumaça. Naquela fumaça estava o avião que retirou os militares norte-americanos do Afeganistão", contou o correspondente.

    Segundo os militares afegãos, 30 tanques, 50 veículos blindados e mais 800 outros veículos permaneceram na base.

    Entretanto, antes que o Exército afegão pudesse assumir o controle da base, suas instalações foram invadidas por saqueadores, que levaram tudo o que puderam, de acordo com militares afegãos.

    Inicialmente, os homens fardados acreditavam que os saqueadores eram talibãs e criticaram a maneira como os EUA deixaram Bagram, saindo sem dizer aos soldados afegãos encarregados de patrulhar o perímetro. "Em uma noite, eles perderam toda a boa vontade de 20 anos, ao sair como saíram", lamentou um soldado.

    Mais:

    Talibã adverte países vizinhos sobre instalação de futuras bases dos EUA: 'Sofrerão infortúnios'
    Como as incertezas dos EUA sobre acordo com Talibã influenciam o processo de paz no Afeganistão?
    Ante retirada de tropas dos EUA, militares afegãos estariam rendendo seus postos ao Talibã
    Tags:
    Afeganistão, base aérea, EUA, soldados, militares
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar