21:18 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Mundo enfrenta pandemia no fim de abril de 2021 (77)
    0 51
    Nos siga no

    Nesta segunda-feira (26), o presidente turco Recep Tayyip Erdogan anunciou a adoção de um lockdown no país entre 29 de abril e 17 de maio, devido ao aumento dos casos do novo coronavírus.

    A medida anunciada aprofunda as restrições sociais já em vigência na Turquia. Desde 13 de abril, cafés e restaurantes em todo o país funcionam apenas para entregas e retiradas de pedidos. Além disso, um toque de recolher funciona aos finais de semana.

    Nos últimos dias, a Turquia tem registrado uma piora na situação da crise sanitária. No dia 16 de abril, houve um aumento diário recorde no número de casos de COVID-19 no país, um total de 63.082 novos infectados. Já em 21 de abril, foi registrado o maior número de mortes diárias: 362 óbitos.

    A grave situação epidemiológica na Turquia tem gerado efeitos externos. Recentemente, a Rússia decidiu limitar o tráfego aéreo com o país entre 15 de abril e 1º de junho.

    "Com as medidas, passamos a ter resultados. Para voltar à vida normal após o Ramadã, precisamos reduzir o número de novos casos para 5.000 por dia. Caso contrário, não teremos como retornar às atividades turísticas. Das 19h00 [11h00 no horário de Brasília] do dia 29 de abril às 05h00 [23h00 no horário de Brasília] do dia 17 de maio, um lockdown completo será introduzido", disse Erdogan em um discurso televisionado após uma reunião de gabinete.
    Em Istambul, na Turquia, uma cidadã recebe uma dose de uma vacina contra a COVID-19, em 9 de abril de 2021
    © REUTERS / Umit Bektas
    Em Istambul, na Turquia, uma cidadã recebe uma dose de uma vacina contra a COVID-19, em 9 de abril de 2021

    Segundo o presidente turco, as viagens entre cidades só serão possíveis com autorização. Além disso, o bloqueio também afetará os hotéis do país.

    "Todos os escritórios serão fechados, apenas os serviços de emergência e as instalações de produção, onde o processo não pode ser interrompido, funcionarão", disse Erdogan.

    Conforme dados da Universidade Johns Hopkins, a Turquia acumula 4.667.281 casos confirmados de COVID-19, além de 38.711 óbitos. A Turquia também já vacinou cerca de 13 milhões de pessoas com pelo menos a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus, segundo levantamento do site Our World in Data.

    Tema:
    Mundo enfrenta pandemia no fim de abril de 2021 (77)

    Mais:

    Erdogan apoia perspectivas de adesão da Ucrânia à OTAN
    'Impacto destrutivo': Erdogan pede que Biden reverta reconhecimento do genocídio armênio
    Turquia publica VÍDEO do seu drone Akinci destruindo suposto sistema russo Pantsir-S1
    Preço dos motores dos caças F-35 aumenta com expulsão da Turquia do programa
    Erdogan afirma que Turquia honra memória dos armênios massacrados em 1915
    EUA suspendem serviços diplomáticos na Turquia temendo reações a reconhecimento do genocídio armênio
    Turquia lança operação militar massiva no norte do Iraque
    Tags:
    Ancara, COVID-19, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar