03:22 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    7116
    Nos siga no

    O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, disse que está pronto para se reunir com o líder norte-coreano Kim Jong-un sem pré-condições.

    O objetivo é estabelecer uma relação frutífera entre os dois países e buscar uma solução para a questão dos japoneses sequestrados.

    "Estou preparado para me encontrar com o presidente Kim Jong-un sem pré-condições para a resolução da questão dos sequestros e para o estabelecimento de uma relação frutífera com a Coreia do Norte. Estou determinado a agir e me posicionar na linha de frente sozinho", disse Suga em um discurso no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, em Washington.

    O premiê japonês se encontra nos Estados Unidos onde se reuniu nesta sexta-feira (16) com o presidente do país, Joe Biden, para tratar de diversos assuntos.

    O presidente dos EUA, Joe Biden, acompanhado pelo primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, sai do Salão Oval para falar em uma entrevista coletiva no Rose Garden da Casa Branca, em 16 de abril de 2021, em Washington.
    © AP Photo / Andrew Harnik
    O presidente dos EUA, Joe Biden, acompanhado pelo primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, sai do Salão Oval para falar em uma entrevista coletiva no Rose Garden da Casa Branca, em 16 de abril de 2021, em Washington

    O Japão insiste que a Coreia do Norte sequestrou 17 de seus cidadãos nas décadas de 1970 e 1980 para ensinar a língua e o comportamento japoneses em escolas de espionagem. Em 2002, a Coreia do Norte admitiu que seus agentes sequestraram 13 cidadãos japoneses e negaram envolvimento em qualquer outro desaparecimento.

    "Hoje, o primeiro-ministro Suga e eu afirmamos nosso forte apoio à aliança EUA-Japão e à nossa segurança compartilhada. Comprometemo-nos a trabalhar juntos para enfrentar os desafios da China e em questões como o mar da China Oriental e o mar do Sul da China, bem como [os assuntos sobre] a Coreia do Norte", disse Biden em coletiva de imprensa conjunta.

    Biden e Suga concordaram em aumentar a cooperação em telecomunicações 5G, cadeias de suprimentos para semicondutores, computação quântica e inteligência artificial.

    Eles também se comprometeram a que EUA e Japão alcancem emissões zero de carbono até 2050.

    Mais:

    Japão considera cancelar Olimpíadas caso a pandemia piore, diz mídia local
    AIEA enviará especialistas ao Japão para análise de despejo de água contaminada de Fukushima
    Mídia: contrariando China, EUA e Japão vão apresentar frente única defendendo autonomia de Taiwan
    Tags:
    Kim Jong-un, Yoshihide Suga, relações exteriores, Coreia do Norte, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar