19:27 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    160
    Nos siga no

    O Parlamento da Austrália aprovou uma legislação histórica nesta quinta-feira (25) exigindo que as plataformas digitais globais paguem para exibir conteúdo de notícias australianas em seus portais.

    A lei foi facilmente aprovada depois que Facebook e Google, os principais alvos da legislação, chegaram a acordos para pagar às agências de notícias australianas para evitar serem sujeitas às duras regras de negociação obrigatórias do regulamento, segundo publicou a AFP.

    O governo disse que a lei, chamada de Código de Negociação Obrigatória de Mídia Noticiosa e Plataformas Digitais, garantiria que as empresas de notícias "sejam remuneradas de forma justa pelo conteúdo que geram, ajudando a sustentar o jornalismo de interesse público na Austrália".

    O Facebook diz que planeja investir US$ 1 bilhão para "apoiar a indústria de notícias" nos próximos três anos no mundo todo. A gigante das redes sociais disse que investiu US$ 600 milhões desde 2018 em notícias.

    Já o Google afirmou em outubro do ano passado que pagaria às editoras US$ 1 bilhão nos próximos três anos.

    Mais:

    Sub-chefe do setor de ética em IA do Google é demitida
    Bactéria carnívora espalha-se na Austrália e mosquito é apontado como possível transmissor
    Píton ataca e estrangula galinha na Austrália deixando em choque população local (VÍDEOS)
    Tags:
    legislação, redes sociais, jornalismo, jornalismo, mídia, parlamento, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar