08:32 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Com blindados nas ruas, as forças de segurança de Mianmar reprimiram as manifestações contra o golpe militar no país neste sábado (20) e deixaram ao menos duas pessoas mortas no país.

    Segundo uma reportagem publicada pelo portal Myanmar Now, os militares usaram munição letal e ao menos dez pessoas ficaram feridas durante os protestos.

    ​Acontecendo agora em Mandalay, Mianmar! Os militares estão atirando em nós, civis com facilidade. Veja como a voz dela (da cinegrafista) está tremendo de medo! POR FAVOR, AJA IMEDIATAMENTE! Estamos todos chorando de dor e tristeza todos os dias!!

    O incidente teria ocorrido no estaleiro Yadanarbon, localizado no rio Irrawaddy, quando a polícia atacou os manifestantes com tiros e balas de borracha.

    Em Yadanarpon Harbour 42 road of Mandalay, a polícia reprimiu agressivamente a manifestação atirando 15 balas e ferindo uma pessoa na perna e outra foi atingida na cabeça em 20 de fevereiro. A polícia está cometendo um crime contra a humanidade

    Uma das vítimas foi atingida na cabeça e morreu na hora. A outra foi atingida no peito, chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu.

    Polícia ainda dispara em Mandalay Yadanarbon Harbour Demo e é mais como uma guerra, embora os civis desarmados não possam fazer nada a não ser fugir.​

    Manifestantes seguram munição letal usada por forças de segurança durante protesto em Mianmar.
    © REUTERS / Stringer
    Manifestantes seguram munição letal usada por forças de segurança durante protesto em Mianmar.

    Alegando fraude eleitoral, uma junta militar tomou o poder em 1º de fevereiro, após prender a cúpula do governo e a maior liderança política de Mianmar, Aung San Suu Kyi.

    Protestos vêm se espalhando pelo país desde que os militares assumiram o poder. Na sexta-feira (19), a primeira morte por conta da repressão foi registrada. A jovem Mya Thwe Thwe Khine levou um tiro de metralhadora enquanto protestava.

    Mais:

    EUA condenam violência contra manifestantes em Mianmar
    Assessor de Suu Kyi é detido em nova onda de prisões em Mianmar
    General que governa Mianmar ordena manifestantes a voltarem ao trabalho
    Rússia diz ser contra tentativas de 'fazer barulho' em torno da situação em Mianmar
    Conselho de Direitos Humanos da ONU pede o fim do estado de emergência em Mianmar
    Tags:
    golpe de Estado, golpe militar, golpe, feridos, mortes, morte, manifestantes, manifestação, protestos, protesto, Exército de Mianmar, Mianmar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar