07:56 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3192
    Nos siga no

    A China ameaçou com um "golpe devastador" àqueles que "tentarem dividir seu território", logo após os EUA aprovarem uma possível venda de armas a Taiwan.

    "Aquele que brinca com o fogo, certamente se queimará", advertiu o Ministério da Defesa da China.

    "O Exército de Libertação Popular [ELP] jamais permitirá que nenhuma força divida o sagrado território de nossa pátria. Se alguém não leva isso em conta, sem dúvida, daremos um golpe devastador", ressaltou.

    O Departamento de Estado dos EUA aprovou uma possível venda a Taiwan de quatro veículos aéreos de combate não tripulados MQ-9 Reaper, com equipamentos relacionados, comunicou no dia 3 de novembro a Agência de Cooperação de Segurança de Defesa dos EUA.

    Segundo o comunicado, a transação custará US$ 600 milhões (R$ 3,4 bilhões) e será concluída caso seja certificada pelo Congresso dos EUA.

    Mais:

    China demonstra avançado caça J-20 em treinamentos de combate (VÍDEO)
    'Ameaça inacreditável': secretário da Marinha dos EUA diz que China ameaça modo de vida americano
    China pretende modernizar seu exército até 2027 para 'desbancar' EUA, segundo mídia
    Tags:
    China, Taiwan, território, EUA, armas, equipamentos militares
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar