14:01 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Coronavírus no mundo no fim de outubro (54)
    3166
    Nos siga no

    As autoridades da Coreia do Norte advertiram que é possível que o "vírus perigoso" se desloque pelo ar, pedindo que ninguém saia às ruas "sem uma necessidade especial".

    A mídia estatal da Coreia do Norte pediu aos residentes para ficarem em suas habitações na quinta-feira (22) e manterem as janelas bem fechadas por causa de uma tempestade de areia proveniente da China.

    Estas medidas devem ser aplicadas porque as autoridades temem que junto com as partículas de "pó amarelo" no território do país pode entrar o coronavírus, segundo informa a Embaixada da Rússia na Coreia do Norte.

    Rodong Sinmun, o jornal oficial do Partido dos Trabalhadores, advertiu que as tempestades de areia transportam "várias partículas nocivas" que "podem ter um impacto muito negativo" se entrarem nas vias respiratórias.

    "Atualmente, em todo o mundo continua a propagação do novo coronavírus e, uma vez que existem evidências da possibilidade de que um vírus perigoso se mova pelo ar, a necessidade de levar a sério as tempestades de areia e tomar as precauções apropriadas torna-se ainda mais óbvia", aponta o jornal.

    Advertências semelhantes também foram recebidas pelas missões diplomáticas acreditadas na Coreia do Norte e pelos representantes de organizações internacionais, segundo aponta o comunicado da Embaixada da Rússia.

    As autoridades da Coreia do Norte afirmam que no país não foi detectado um único caso de coronavírus.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no fim de outubro (54)

    Mais:

    Coreia do Norte solicitou secretamente ajuda a outros países no combate à COVID-19, diz mídia
    Coreia do Norte diz estar testando própria vacina para COVID-19, apesar do país não reportar casos
    Apesar da COVID-19, Coreia do Norte programa desfile militar comemorativo neste sábado
    Tags:
    tempestade de areia, novo coronavírus, COVID-19, Rússia, China, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar