05:26 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2313
    Nos siga no

    Khikmet Gadzhiev, assessor do presidente do Azerbaijão, informou que Araik Arutyunyan, presidente da república autoproclamada de Nagorno-Karabakh, está gravemente ferido.

    "Como resultado de um golpe certeiro de nosso Exército, Arutyunyan foi ferido gravemente. Outros separatistas aguardam o mesmo destino", anunciou Gadzhiev em uma conferência de imprensa.

    ​Como resultado de ataques precisos do Exército do Azerbaijão, o assim chamado líder Araik Arutyunyan foi ferido gravemente

    Contudo, após o anúncio de Baku, o secretário de imprensa do líder, Vagram Pogosyan, declarou: "Os azeris estão novamente disseminando de forma ativa informação [...] sobre os ferimentos do presidente de Artsakh, Araik Arutyunyan. Informo de imediato que isso não corresponde à realidade e que o presidente está cumprindo todas as suas obrigações de trabalho".

    Anteriormente, os presidentes da Rússia, EUA e França apelaram para o fim imediato das ações militares na região, exigindo que Erevan e Baku reiniciem negociações sem condições prévias.

    Pessoas carregam caixão de membro das Forças Armadas do Azerbaijão que foi supostamente morto durante combates pela região separatista de Nagorno-Karabakh, durante um funeral no distrito fronteiriço de Tartar, Azerbaijão, 29 de setembro de 2020
    © REUTERS / Aziz Karimov
    Caixão de militar azeri é carregado no Azerbaijão

    O conflito em Nagorno-Karabakh se iniciou em fevereiro de 1988, quando a região de maioria armênia declarou sua independência em relação à República Socialista Soviética do Azerbaijão.

    Desde então, Baku tenta reassumir o controle territorial da república não reconhecida.

    No domingo passado (27), o conflito adquiriu novo contorno com a intensificação das ações militares entre a Armênia e o Azerbaijão, deixando mortos e feridos entre militares e a população civil na região.

    Mais:

    Azerbaijão denuncia ataque armênio contra sua 2ª maior cidade
    Baku refuta relatos sobre avião armênio abatido e afirma que radares servem de prova
    Premiê armênio: 150 líderes militares turcos coordenam operação de Baku em Nagorno-Karabakh
    Tags:
    defesa, Nagorno-Karabakh, ataque, ferido, conflito, Azerbaijão, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar