09:40 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    7541
    Nos siga no

    A China exigiu nesta sexta-feira (24) que os EUA fechem o seu consulado em Chengdu como resposta ao encerramento do Consulado-Geral chinês em Houston, informou o Ministério das Relações Exteriores do país.

    "Na manhã de 24 de julho, o Ministério das Relações Exteriores da China notificou a Embaixada dos EUA da decisão de revogar a licença de estabelecimento e operação do Consulado-Geral dos EUA em Chengdu e exigiu que cessasse todas as suas atividades", lê-se no comunicado.

    A nota da chancelaria qualifica esta decisão como uma "resposta legítima e necessária" a Washington.

    "As medidas tomadas pela China constituem uma resposta legítima e necessária às ações injustificadas dos EUA e estão em conformidade com o direito internacional, as regras básicas das relações internacionais e a prática diplomática", sublinha o comunicado.

    O documento acrescenta ainda que "a responsabilidade recai inteiramente sobre a parte dos EUA", apelando novamente a "revogar uma decisão errônea e a criar as condições necessárias para normalizar as relações" bilaterais.

    Nesta quarta-feira (22), o Departamento de Estado dos EUA exigiu que Pequim fechasse o seu consulado em Houston, no estado do Texas, até o final desta semana.

    A ordem de fechamento surge após acusações de que a China teria estado alegadamente envolvida por anos em operações ilegais de espionagem e influência nos EUA.

    Mais:

    China nega roubo de dados de vacinas da COVID-19 e afirma: 'EUA devem parar de caluniar e difamar'
    Austrália, Japão e EUA conduzem exercícios no mar das Filipinas em meio a tensões com China
    Sem parque industrial, analistas preveem Brasil prejudicado por guerra comercial entre China e EUA
    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores, tensão bilateral, diplomacia, China, Consulado Geral dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar