12:34 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 130
    Nos siga no

    O Departamento de Gestão de Desastres da Índia registrou a morte de 110 pessoas devido a condições climáticas extremas em dois estados, principalmente no estado de Bihar.

    Morreram 110 pessoas nos estados de Bihar e Uttar Pradesh da Índia nos últimos dois dias devido à queda de raios, disse o Departamento de Gestão de Desastres nacional.

    Anteriormente, foi relatado que o número de mortes por raios no estado indiano de Bihar aumentou para 83. Por sua vez, as autoridades de Uttar Pradesh relataram que 24 pessoas foram mortas por raios na quinta-feira (25), outras três morreram na quarta-feira (24).

    Os raios ainda feriram 32 pessoas, 20 em Bihar e 12 em Uttar Pradesh. Todas as vítimas foram hospitalizadas com queimaduras.

    O primeiro-ministro Narendra Modi expressou suas condolências pela perda de vidas das pessoas.

    "Recebemos notícias trágicas sobre a morte de várias pessoas em alguns distritos dos estados de Uttar Pradesh e Bihar devido a fortes chuvas e relâmpagos. Os governos estaduais estão trabalhando rapidamente para fornecer assistência de emergência", disse ele em um tweet.

    As autoridades regionais disseram que os parentes dos mortos receberão 400.000 rupias (R$ 28.918), exortando as pessoas a permanecerem em casa o máximo de tempo possível durante as más condições climáticas.

    O Departamento de Meteorologia do país prevê a continuação das chuvas em Uttar Pradesh. É esperado que as tempestades atinjam todas as partes do estado nos próximos dias juntamente com "chuvas fortes e muito fortes" nas áreas do norte na fronteira com o Nepal, onde as enchentes são frequentemente registradas.

    Mais:

    Azar tomando conta de 2020: pior praga de gafanhotos em 27 anos destrói safra na Índia (FOTO, VÍDEO)
    Índia e Bangladesh iniciam evacuação em massa devido a chegada de ciclone
    Ciclone mais potente a atingir Índia nas últimas décadas mata ao menos 3 pessoas (VÍDEOS)
    Tags:
    Índia, Uttar Pradesh, Narendra Modi, Nepal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar