14:35 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Coronavírus se espalha pelo mundo (493)
    150
    Nos siga no

    Um estudo anterior relatava que o vírus pode estar presente em uma pessoa sem produzir sintomas, e a dificuldade em detectá-lo se mostrou particularmente forte neste caso.

    Uma mulher chinesa foi submetida a oito testes de COVID-19 antes que o coronavírus fosse detectado, relata o diário Sichuan Online.

    Tang Mouchun, uma funcionária de hotel em Chongqing, chegou ao Hospital Popular de Anuye, província de Sichuan, no final de janeiro. Foi testada oito vezes entre 7 e 23 de fevereiro de 2020 depois de ser isolada em 2 de fevereiro, quando uma de suas colegas mostrou sinais da infecção.

    Médicos chineses haviam descoberto que o novo coronavírus pode estar incubado em uma pessoa até 24 dias, com outro estudo estabelecendo que a COVID-19 pode não exibir sintomas. Além-fronteiras, têm sido relatados casos em que os doentes nunca viajaram à China.

    A mulher tinha sido submetida ao método habitual para detectar a infecção, a reação em cadeia da polimerase, e só na segunda-feira (24), depois de os médicos compararem os sintomas com novas análises em laboratório, o teste deu positivo.

    O vírus já levou a vida de 2.765 pessoas, principalmente na China, mas também em outros países pelo mundo fora, especialmente na Coreia do Sul, Japão, Irã e Itália. Houve mais de 81.000 casos confirmados desde o início do surto, dos quais 30.053 recuperaram.

    Tema:
    Coronavírus se espalha pelo mundo (493)

    Mais:

    Criado 1º mapa 3D do coronavírus que pode apoiar potencial vacina (FOTO)
    Alguns pacientes 'recuperados' de coronavírus poderiam ser contagiosos, adverte especialista chinês
    Mortes por novo coronavírus na China continental chegam a 2.663
    Chefe de missão da OMS na China: mundo não está preparado para epidemia de COVID-19
    Tags:
    Sichuan, China, Chongqing
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar