04:25 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    162
    Nos siga no

    Mais de 30 enfermeiras de um hospital em Wuhan, a cidade mais afetada pelo perigoso coronavírus, foram forçadas a cortar cabelo comprido para impedir a propagação da infecção.

    Uma das enfermeiras, Gelin, revelou em uma entrevista à agência chinesa Xinhua que "não tem tempo para lavar o cabelo todos os dias". A medida, juntamente com o uso de vestuário de proteção, faz parte de uma estratégia para parar a reprodução de bactérias e, consequentemente, reduzir o risco de infecção.

    Para evitar a infecção cruzada e poupar tempo com roupas de proteção, uma enfermeira de Wuhan pós-1990, mãe de duas crianças, cortou seu cabelo comprido. "A prioridade agora é proteger-me e fazer o meu melhor para salvar mais pessoas".

    A enfermeira Zhen Yanwen, de 26 anos, admitiu que não queria cortar o cabelo inicialmente, mas que teve que fazer o que todas as outras enfermeiras fizeram para apoiar a luta comum contra a epidemia.

    Um guarda de hotel gesticula enquanto olha para a câmera em meio a um surto mortal de vírus na cidade, em Wuhan, província de Hubei, China, em 28 de janeiro de 2020
    © AFP 2020 / Hector Retamal
    Guarda de hotel com máscara na cidade chinesa de Wuhan

    "É uma batalha pela vida! Ganharemos se continuarmos lutando", disse o nefrologista Chen Shan.

    As enfermeiras cortam seu cabelo comprido antes de se dirigirem a Wuhan para se juntarem à luta contra o novo surto de coronavírus.

    Um surto de pneumonia de origem desconhecida surgiu na cidade chinesa de Wuhan no final de dezembro de 2019. Milhares de pessoas foram informadas como infectadas, e já houve mais de 100 mortes pelo coronavírus.

    Foram relatados casos de infecção em vários países do mundo, incluindo Austrália, França, Japão, Tailândia, Malásia, Nepal, Singapura, Coreia do Sul, EUA, Vietnã e Camboja.

    Mais:

    China suspende viagens de turismo em grupo ao exterior
    Ministério da Saúde diz que paciente em Niterói não está com coronavírus
    Pequim confirma 1ª morte pelo coronavírus na capital chinesa
    Tags:
    máscara, Xinhua, epidemia, China, Wuhan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar