10:18 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Vista de uma instalação da usina de Fukushima em outubro de 2015

    Japão reconstruirá terra radioativa de Fukushima em usinas de energia renovável

    © AFP 2019 / TOSHIFUMI KITAMURA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    460
    Nos siga no

    Tóquio investirá em um projeto de US$ 2,75 bilhões (R$ 11,5 bilhões) que transformará a cidade de Fukushima, afetada há oito anos por terremoto, tsunami e catástrofe nuclear, em uma usina de energia renovável.

    O novo plano, que já está em curso, pretende construir 11 usinas de energia solar e 10 usinas eólicas nas áreas evacuadas, em fazendas que não podem mais ser cultivadas e em áreas montanhosas contaminadas pela radiação.

    Um grupo de instituições financeiras desembolsará este montante até março de 2024, informa o jornal Nikkei Asian Review.

    O objetivo da prefeitura de Fukushima é suprir 40% da demanda de energia do município até 2020, dois terços até 2030 e 100% até 2040.

    A publicação comenta que entre os principais financiadores do projeto está o Banco de Desenvolvimento do Japão (estatal pertencente ao governo), e o banco privado Mizuho, observando que o projeto será apoiado financeiramente por mais organizações.

    Setor renovável

    Quando essas instalações estiverem operacionais, os autores do projeto esperam gerar cerca de 600 megawatts de energia – o equivalente a dois terços do que produzia a usina nuclear de Fukushima Daiichi, fechada após o desastre. A eletricidade produzida fornecerá eletricidade para a área metropolitana de Tóquio.

    Segundo as estatísticas disponíveis, os combustíveis fósseis, especialmente o petróleo, continuam sendo a maior fonte de eletricidade e calor no Japão.

    Embora esteja crescendo, o setor renovável corresponde a cerca de 10% do consumo total de energia, bem abaixo dos números de outros países economicamente desenvolvidos.

    Dosímetro mostra nível elevado de radiação em Fukushima
    © Foto / Arkadiusz Podniesinski/REX
    Dosímetro mostra nível elevado de radiação em Fukushima

    A descontaminação da usina e áreas adjacentes está em andamento, mas pode levar várias décadas. Um dos maiores desafios é lidar com os 1,15 milhão de toneladas de água radioativa armazenada em vários reservatórios da usina fechada e que ainda se acumula a um ritmo de aproximadamente 150 toneladas por dia.

    Tragédia nuclear

    Em março de 2011, um terremoto de magnitude 8,9 e um tsunami com ondas de 15 metros de altura atingiram Fukushima, situada a norte da ilha de Honshu. Três dos seis reatores da usina nuclear local foram gravemente danificados em consequência do desastre natural, e diversos vazamentos radioativos foram registrados.

    Estima-se que mais de 160 mil pessoas tiveram que abandonar a região, em um acidente nuclear que foi considerado o pior desde a tragédia de Chernobyl.

    Mais:

    Tufão Hagibis arrasta sacos cheios de resíduos radioativos de Fukushima (VÍDEOS)
    Complexo de Fukushima será desmanchado em processo que pode levar mais de 40 anos
    Remoção de combustível atômico começa em Fukushima após 8 anos
    Tags:
    usinas, Usina Nuclear de Fukushima, radiação, Japão, Fukushima
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar