11:35 05 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente chinês, Xi Jinping, de pé em jipe militar inspecionando tropas do exército durante o desfile militar do 90º aniversário da criação do Exército de Libertação Popular

    Japão considera China mais perigosa que Coreia do Norte

    © AP Photo / Li Tao
    Ásia e Oceania
    URL curta
    15249
    Nos siga no

    Japão atualiza lista de ameaças para a segurança nacional e coloca China à frente da Coreia do Norte.

    O governo japonês alertou para o crescente poder militar da China e afirma que o gigante asiático se tornou uma ameaça maior para a segurança nacional do que a Coreia do Norte.

    O Japão elevou suas despesas militares em 10% nos últimos sete anos para combater os avanços militares de Pequim e Pyongyang. O orçamento foi utilizado para desenvolver e implantar defesas contra os mísseis norte-coreanos, que podem transportar ogivas nucleares, segundo o tabloide Express.

    Primeiro caça japonês F-35
    Força Aérea de Autodefesa do Japão
    Primeiro caça japonês F-35

    A Coreia do Norte realizou uma série de lançamentos de mísseis de curto alcance, que Tóquio considera uma prova de que Pyongyang estaria desenvolvendo projéteis para furar as defesas do sistema antimísseis Aegis.

    Contudo, a presença da China no mar do Japão está também preocupando profundamente o governo japonês.

    De acordo com o Livro Branco da Defesa japonesa, as patrulhas chinesas em águas e espaço aéreo próximo do território japonês são "uma preocupação de segurança nacional".

    Perante a "ameaça" chinesa, os japoneses estão tentando elevar o seu poder militar e solicitaram um orçamento de US$ 1,23 bilhão (R$ 5,13 bilhões) para modernizar suas forças, através da compra de nove caças furtivos norte-americanos F-35 e outras armas avançadas.

    Entretanto, pode-se dizer que os japoneses ainda estão muito distantes de igualarem as forças chinesas, que estão avançando consideravelmente com novos porta-aviões e outros equipamentos militares.

    Mais:

    Destróier dos EUA entra em águas reivindicadas por Pequim no mar do Sul da China
    Japão relata entrada de 4 barcos-patrulha chineses em águas das ilhas disputadas
    Marinha americana: EUA 'desafiam' Pequim com entrada de destróier nas águas disputadas pela China
    Tags:
    segurança nacional, equipamentos militares, ameaça, relatório, Defesa, Coreia do Norte, China, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar