18:57 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    A SCO ratificou na sexta-feira (10) uma resolução sobre o início dos procedimentos de expansão do grupo, abrindo a possibilidade de adesão plena da Índia e do Paquistão ao bloco

    Ministro do Paquistão comete gafe e chama Caxemira de 'estado indiano'

    © AP Photo / CHANNI ANAND
    Ásia e Oceania
    URL curta
    120
    Nos siga no

    O ministro de Relações Exteriores do Paquistão, Shah Mehmood Qureshi, cometeu uma gafe ao referir-se a Jammu e Caxemira como um "estado indiano" enquanto participava do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas nesta terça-feira.

    Falando a repórteres do lado de fora do escritório do conselho em Genebra, na Suíça, Qureshi lançou um ataque à Índia, mas seu discurso foi atrapalhado por um deslize fatal da língua.

    "A Índia está tentando dar uma impressão ao mundo de que a vida voltou à normalidade. Se a vida voltou à normalidade, então eu digo: por que eles não permitem a mídia internacional, por que eles não permitem organizações internacionais, ONGs, organizações da sociedade civil para entrar no estado indiano de Jammu e Caxemira e ver por si próprias as realidades", declarou.

    Tão logo proferiu a passagem, o ministro paquistanês claramente percebeu o seu erro.

    O Paquistão nunca se referiu anteriormente ao estado na região da Caxemira contestada como "indiano", em vez disso se referiu a ele como "Caxemira administrada pelos indianos", de modo que os comentários do ministro de Relações Exteriores causaram uma grande agitação.

    Soldados das tropas paramilitares indianas patrulham perto de mesquita Jamia Masjid, Srinagar, Jammu e Caxemira, Índia, 12 de julho de 2016
    © AFP 2019 / TAUSEEF MUSTAFA
    Soldados das tropas paramilitares indianas patrulham perto de mesquita Jamia Masjid, Srinagar, Jammu e Caxemira, Índia, 12 de julho de 2016

    Usuários indianos do Twitter e agências de notícias saltaram sobre a observação, alegando que era uma admissão de Islamabad que a Índia controlava o território disputado. "Finalmente a verdade prevalece!", escreveu um comentarista, enquanto outro acrescentou: "Homem honesto! Finalmente, o Paquistão admite que a Caxemira faz parte da Índia. Obrigado Sigmund Freud!".

    Enquanto isso, sem surpresa, muitos paquistaneses não ficam impressionados com as observações ou com a reação de seus vizinhos.

    "Então o ministro de Relações Exteriores Shah Mahmood Qureshi foi a Genebra se render ou o quê?", escreveu um internauta, acompanhando a mensagem com um emoji de revirar os olhos. "Um deslize da língua é suficiente para satisfazer seus pequenos egos", acrescentou outro.

    A Índia e o Paquistão travaram três guerras pela Caxemira desde 1947. As tensões entre os vizinhos nucleares estão perto do ponto de ebulição desde a Índia, semanas atrás, revogou uma disposição constitucional que havia concedido autonomia a Jammu e Caxemira sobre sua administração interna.

    Mais:

    China pede que o Conselho de Segurança da ONU discuta Caxemira
    Reunido para discutir Caxemira, Conselho de Segurança da ONU não emite comunicado
    Troca de tiros entre Índia e Paquistão em Caxemira deixa ao menos 1 morto
    Tags:
    diplomacia, guerra, ONU, Caxemira, Jammu e Caxemira, Shah Mehmood Qureshi, Índia, Genebra, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar