05:16 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Pessoas tiram fotos em frente à bandeira da Coreia do Norte e dos EUA, em Hanói, Vietnã, 24 de fevereiro de 2019

    Bolton é 'fanático por guerra' e quer destruir a paz, afirma Coreia do Norte

    © AP Photo / Vincent Yu
    Ásia e Oceania
    URL curta
    803
    Nos siga no

    O assessor de segurança nacional dos EUA, John Bolton, é um "fanático por guerra" e "produto humano defeituoso" que trabalha para destruir a paz em vez de mantê-la, declarou o Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte.

    A avaliação dura, citada pela agência estatal de notícias KCNA, vem depois que o consultor do presidente dos EUA, Donald Trump, criticou Pyongyang por realizar recentemente testes de mísseis de curto alcance. Bolton descreveu que os exercícios "sem dúvida" violaram as resoluções da ONU.

    Em resposta, o Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte argumentou que a eliminação completa de testes de mísseis prejudicaria completamente a segurança nacional do país.

    "Proibir lançamentos usando tecnologia balística é o mesmo que nos dizer para desistir de nosso direito à autodefesa", informou.

    O funcionário do ministério acrescentou que, mesmo nos EUA, Bolton é bem conhecido como um "fanático por guerra" e que tal "defeito humano deve desaparecer o mais rápido possível".

    No início de maio, o Exército norte-coreano testou vários foguetes e mísseis. Os falcões de guerra de Washington foram rápidos em citá-lo como mais um motivo para pressionar Pyongyang.

    Trump, por sua vez, escreveu em sua plataforma de mídia social favorita, o Twitter, que os testes de "pequenas armas" incomodavam alguns de seu pessoal, mas não ele.

    Os testes foram vistos como uma maneira de pressionar Washington a reverter as sanções impostas à Coreia do Norte, enquanto Bolton é um forte opositor de aliviar as restrições.

    Chamando o comentário do americano falante de "mais do que ignorante", o funcionário norte-coreano acrescentou que o Bolton estava trabalhando para "destruir a paz e a segurança".

    John Bolton foi criticado antes por sua posição de "belicista" não só em relação à Coreia do Norte, mas também por "buscar uma briga" com o Irã. O ex-congressista Ron Paul recentemente disse à RT que tal posição é "muito perigosa", lamentando Trump por indicar neoconservadores para sua equipe.

    Mais:

    Fome na Coreia do Norte: ambições nucleares ou sanções desmedidas?
    Após apreensão de navio, Coreia do Norte chama EUA de 'país gângster' e pede ajuda à ONU
    EUA desenvolvem mísseis que poderiam 'fritar' eletrônica militar da Coreia do Norte e Irã
    Tags:
    diplomacia, desnuclearização, guerra, armas nucleares, KCNA, Ron Paul, Donald Trump, John Bolton, Estados Unidos, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar