05:24 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton

    Bolton diz que mísseis norte-coreanos violaram resoluções da ONU

    © Sputnik / Aleksei Vitvitsky
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1218

    Os testes de mísseis de curto alcance conduzidos pela Coreia do Norte no início deste mês violaram as resoluções do Conselho de Segurança da ONU, disse neste sábado o assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, observando que as sanções econômicas contra o país devem ser mantidas.

    A posição de Washington sobre a desnuclearização de Pyongyang é consistente e é necessário parar o padrão constante de fracassos para alcançá-lo, acrescentou Bolton, defendendo a recente tomada pelos Estados Unidos de um navio mercante norte-coreano.

    No entanto, o assessor de segurança do presidente norte-americano Donald Trump comentou que os Estados Unidos estão dispostos a retomar o diálogo com Pyongyang a qualquer momento.

    O funcionário estadunidense falou com repórteres em Tóquio antes da chegada de Trump para uma visita oficial de quatro dias ao Japão.

    Bolton disse que a Coreia do Norte testou mísseis balísticos de curto alcance em 4 e 9 de maio, encerrando um impasse neste tipo de operações que começou no final de 2017. Os testes foram vistos como uma maneira de pressionar Washington a se comprometer sem falhar as negociações.

    "As resoluções do Conselho de Segurança da ONU proíbem a Coreia do Norte de disparar mísseis balísticos", lembrou Bolton. "Em termos de violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, não há dúvida sobre isso".

    Trump e outras autoridades minimizaram a importância dos testes de armas norte-coreanos.

    As declarações de Bolton vêm um dia depois de a agência de notícias oficial norte-coreana, a KCNA, ter dito que as negociações nucleares com Washington nunca serão retomadas, a menos que os Estados Unidos abandonem o que Pyongyang chamou de demandas unilaterais de desarmamento.

    Mais:

    Após apreensão de navio, Coreia do Norte chama EUA de 'país gângster' e pede ajuda à ONU
    EUA e Rússia 'compartilham o mesmo objetivo' na Coreia do Norte, diz Pompeo
    Fome na Coreia do Norte: ambições nucleares ou sanções desmedidas?
    Tags:
    desnuclearização, armas nucleares, diplomacia, sanções, testes balísticos, mísseis balísticos, KCNA, Conselho de Segurança da ONU, Kim Jong-un, Shinzo Abe, Donald Trump, John Bolton, Japão, Coreia do Norte, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar