03:32 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Bombardeiro B-1B da Força Aérea dos EUA sobrevoa a Península da Coreia com jatos de combate sul-coreanos  durante exercício aéreo combinado.

    Pyongyang pede fim de exercícios militares estrangeiros na península coreana

    © AP Photo / South Korea Defense Ministry
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4141

    Pyongyang pede que forças estrangeiras na península coreana abandonem exercícios militares conjuntos, disse nesta terça-feira o embaixador norte-coreano na Rússia, Kim Hyun-joong.

    "Para eliminar a hostilidade militar entre as Coreias do Norte e do Sul de uma forma fundamental e transformar a Península Coreana em uma zona de paz eterna e duradoura, é necessário abandonar a condução de exercícios militares com forças estrangeiras porque a Coreia do Norte concordou em seguir o caminho da paz e prosperidade", disse Joong em um jantar que marcou a ocasião do Ano Novo na Embaixada da República Democrática Popular da Coreia em Moscou.

    Presidente sul-coreano Moon Jae-in e líder norte-coreano, Kim Jong-un, durante cerimônia de boas-vindas no Aeroporto Internacional Sunn em Pyongyang, na Coreia do Norte
    © AP Photo / Pyongyang Press Corps Pool
    Joong continuou dizendo que também era necessário abandonar as armas estratégicas estrangeiras em seu território.

    O embaixador ressaltou que as negociações multilaterais deveriam ser conduzidas com o objetivo de estabelecer um sistema de paz na península coreana por meio de uma estreita cooperação com os países que assinaram um acordo de armistício.

    "Pyongyang está pronta para estabelecer novas relações com os Estados Unidos, de acordo com o espírito da época e os desejos do povo", observou o diplomata.

    Ele acrescentou ainda que o líder norte-coreano Kim Jong-un em seu discurso de Ano Novo declarou sua disposição em se reunir com o presidente dos EUA, Donald Trump, mais uma vez.

    A situação na península coreana melhorou desde o começo deste ano. O líder norte-coreano Kim Jon-un e o presidente sul-coreano Moon Jae-in realizaram várias reuniões desde o encontro com Trump em Cingapura.

    Tags:
    Ano Novo, Embaixada da República Democrática Popular da Coreia em Moscou, Donald Trump, Kim Hyun-joong, Moon Jae-in, Kim Jong-un, Cingapura, Estados Unidos, península coreana, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar