21:22 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O avião do primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe no aeroporto de Pulkovo, São Petersburgo

    Tóquio diz continuar interessada em negociações do tratado de paz com Moscou

    © Sputnik / Konstantin Salomatin
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1025

    Tóquio continuará negociando tratado de paz com Moscou, buscando a resolução da disputa territorial entre os dois países quanto às ilhas Curilas, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores japonês à Sputnik nesta quinta-feira.

    "O governo japonês continuará insistentemente mantendo as negociações com base em sua posição de princípio, que busca concluir um tratado de paz depois de resolver a questão territorial. Essa é a posição do governo", disse o porta-voz.

    O porta-voz do ministério também disse que o Ministério das Relações Exteriores do Japão se abstém de comentar a convocação do Ministério das Relações Exteriores russo ao embaixador japonês Toyohisa Kozuki.

    "Em termos da necessidade de manter as negociações entre japoneses e russos sobre o tratado de paz em uma atmosfera calma e tranquila, nós nos abstivemos de responder à pergunta. O embaixador Kozuki explicou em detalhes ao vice-ministro das Relações Exteriores [Igor] Morgulov a posição. do nosso país", disse o porta-voz.

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia convocou Kozuki na quarta-feira, citando os recentes comentários da liderança japonesa sobre a questão do tratado de paz, que, segundo Moscou, procurou estimular artificialmente as tensões em torno das negociações sobre o acordo bilateral.

    O Japão e a Rússia nunca assinaram um tratado de paz permanente após o fim da Segunda Guerra Mundial, já que o Japão afirma há anos que um grupo das Ilhas Curilas deveria ser reconhecido como parte de seu território como pré-condição para a assinatura do documento.

    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores do Japão, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Igor Morgulov, Toyohisa Kozuki, Curilas, Moscou, Tóquio, Rússia, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar