06:36 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Praias no estado de Queensland, Austrália (foto de arquivo)

    Águas-vivas extremamente mortais atacam milhares de australianos (FOTOS)

    © Foto: Facebook page of Charlotte Lawson
    Ásia e Oceania
    URL curta
    391

    Ne semana passada, mais de 13.000 pessoas foram picadas por águas-vivas nas praias no estado australiano de Queensland, de acordo com a mídia local.

    Os moradores do litoral nordeste foram atingidos principalmente por caravelas-portuguesas ("Physalia physalis", espécie aquática da família das medusas). Os seus tentáculos podem atingir 30 metros de comprimento e o seu veneno é muito perigoso.

    Só desde o primeiro de dezembro até sete de janeiro, mais de 22.200 mil pessoas procuraram assistência médica por serem picadas por esta espécie, segundo o canal australiano SBS.

    ​​Além disso, 22 pessoas foram levadas para o hospital depois de serem picadas por águas-vivas Irukandji, acrescentou o canal.

    ​Citando o Serviço australiano de Consultas sobre Picaduras de Águas-Vivas, o canal comunicou que o número de vítimas dessa medusa supera mais de duas vezes a média de dez anos.

    ​A água-viva Irukandji é uma espécie pouca estudada. O corpo da medusa é pequeno, do tamanho de um amendoim, mas seus tentáculos podem atingir um metro de comprimento. O contato com a água-viva provoca fortes dores por todo o corpo, náuseas, febre e transtornos mentais. 

    Mais:

    Lago das águas-vivas: fantástico mundo aquático com 2 milhões de medusas
    Tags:
    praias, águas-vivas, Queensland, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar