14:29 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Equipe de resgate procura por sobreviventes após tsunami na ilha de Sumatra, Indonésia, 22 de dezembro de 2018

    Revelada causa do devastador tsunami na Indonésia

    © AFP 2019 / Ferdi Awed
    Ásia e Oceania
    URL curta
    6155
    Nos siga no

    As ondas devastadoras que provocaram caos, calamidades e mortes na Indonésia, no sábado (22), não foram desencadeadas por um terremoto, mas pelo colapso parcial do vulcão Anak Krakatoa, segundo cientistas e fontes oficiais.

    Segundo informações das autoridades emitidas na segunda-feira (24), a queda de um grande pedaço do vulcão nas águas oceânicas originou o tsunami, causando a morte de pelo menos 373 pessoas e ferindo mais de 1.400.

    O vulcão estava lançando cinzas e lava há meses. Dwikorita Karnawati, chefe da Agência de Meteorologia, explicou à Reuters que uma seção de cerca de 640 mil metros quadrados, no lado sudoeste do vulcão, desabou no sábado "causando um deslizamento de terra debaixo d'água" e, em seguida, o tsunami mortal.

    O sistema de alerta não funcionou devido ao fato desse tsunami não ter sido provocado por um terremoto, mas sim pelo deslizamento de terra do vulcão Anak Krakatoa.

    Jose Borrero, especialista em risco de tsunamis, observou que tsunamis vulcânicos gerados por deslizamentos de terra são mais enigmáticos do que aqueles causados por terremotos, que são estudados com mais afinco.

    Depois do acidente, verificou-se que o sistema de alerta prévio para tsunamis na Indonésia não funciona em plena capacidade há seis anos. Desde 2012, a boia de águas profundas de detecção precoce, um dos principais elementos do sistema de alerta, não funciona devido a uma manutenção deficitária, alegaram as autoridades.

    Mais:

    Vulcão Anak Krakatoa entra em erupção horas antes do tsunami na Indonésia (VÍDEO)
    'Pirâmide' descoberta na Indonésia pode ser a mais antiga do mundo
    Pinturas rupestres de 40 mil anos são encontradas na Indonésia
    Tags:
    erupção vulcânica, causa, tsunami, terremoto, Indonésia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar