03:30 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    A bandeira da República Popular da China e as Estrelas e Listras dos Estados Unidos tremulam pela Avenida da Pensilvânia, perto do Capitólio dos EUA, durante a visita de Estado do presidente chinês, Hu Jintao em 18 de janeiro de 2011 (foto de arquivo).

    China aumenta importação de petróleo para um nível sem precedentes

    © REUTERS / Hyungwon Kang
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3220

    As importações de petróleo bruto pela China somou 9,61 milhões de barris por dia no mês passado, informou Reuters. Um valor recorde.

    O volume total de importações em outubro foi de 40,8 milhões de toneladas.

    Segundo o jornal, as refinarias independentes chinesas impulsionaram o aumento da demanda, buscando atender suas cotas de importação antes do fim do ano.

    No mês passado, Pequim anunciou que aumentaria a quota de importação de petróleo em 42% para suas refinarias não-estatais, já que novas refinarias começarão a operar no ano ano que vem.

    Ao mesmo tempo, a China está mudando suas fontes de petróleo. O país reduziu drasticamente seu consumo de petróleo bruto dos EUA no meio da guerra comercial entre Washington e Pequim. Há alguns meses, as refinarias chinesas deixaram de comprar completamente o petróleo dos EUA. Pequim acabou não impondo tarifas ao petróleo norte-americano, em outubro, e as refinarias retomaram as compras de petróleo dos EUA. No entanto, o volume dessas importações ainda não está claro e pode ser muito menor do que antes do início da guerra comercial.

    Mais:

    Marinha de Taiwan comissiona 2 navios de guerra feitos nos EUA em meio a tensões com China
    Diplomata chinês: EUA e China devem resolver disputas comerciais por meio do diálogo
    China deve ficar atenta com plano de aliança militar dos EUA com Japão, diz especialista
    China é principal causa de inúmeras vulnerabilidades militares detectadas nos EUA?
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik