09:03 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira do grupo terrorista Daesh

    Daesh teria assumido responsabilidade pelo ataque em Melbourne

    © Sputnik / Andrei Stenin
    Ásia e Oceania
    URL curta
    124

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) afirmou que um de seus combatentes foi o autor do recente ataque com faca em Melbourne, informou a Reuters. A agência acrescentou que os terroristas não ofereceram provas da alegação.

    "Aquele que efetuou a operação de colisão e esfaqueamento em Melbourne […] é um dos combatentes do Daesh e realizou a operação em resposta ao [apelo] de atacar os cidadãos da coalizão", diz a agência, citando o site do grupo.

    O comunicado se refere ao apelo de agosto do líder do Daesh Abu Bakr al-Baghdadi de "usar bombas, facas ou carros para efetuar ataques" nos países que fazem parte da coalizão internacional liderada pelos EUA que pôs fim ao califado. Este havia sido declarado por Abu Bakr al-Baghdadi em 2014 em territórios do Iraque e da Síria.

    Anteriormente, o comissário de polícia do estado de Vitória australiano disse que a polícia considera o ataque como atentado terrorista.

    Hoje de manhã, um homem de origem somali matou uma pessoa e feriu mais duas com uma faca após ter incendiado seu carro que estava cheio de botijas de gás em Melbourne, Austrália.

    A polícia disparou contra o atacante e este teria morrido no hospital para onde foi levado após o confronto com oficiais.

    As autoridades ainda não divulgaram identidade do homem. Porém, o jornal NZ Herald relatou que, em 2009, ele havia sido absolvido da acusação de preparar um atentado.

    Mais:

    Tiroteio na Califórnia deixa várias pessoas mortas (FOTO, VÍDEO)
    Atirador da Califórnia é identificado como veterano de 28 anos
    Tags:
    terroristas, facada, atropelamento, ataque, atentado, Daesh, Sydney, Melbourne, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik