22:47 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Moon Jae-in

    Tropas dos EUA deixariam Seul com a reunificação das Coreias? Moon responde

    © REUTERS / Seo Myeong-gon /Yonhap via REUTERS
    Ásia e Oceania
    URL curta
    216

    O presidente sul-coreano Moon Jae-in disse em uma entrevista à rede norte-americana Fox News que a presença das forças dos EUA na península coreana ainda seria necessária, mesmo se os dois países divididos assinassem um tratado de paz e a reunificação ocorresse.

    Perguntado se ele queria que as tropas dos EUA deixassem a península um dia, ele respondeu: "eu diria que não".

    "As forças dos EUA na Coreia do Sul não apenas beneficiam nossa dissuasão em relação à Coreia do Norte, mas também desempenham um papel importante em termos de manter a paz e a estabilidade na região do Nordeste Asiático como um todo", declarou Moon.

    "Mesmo depois que o tratado de paz for assinado e mesmo depois que a unificação for alcançada, eu posso ver as forças dos EUA permanecerem na Coreia para a paz e estabilidade da região do Nordeste Asiático", acrescentou.

    Durante a entrevista, o presidente da Coreia do Sul também expressou a crença de que a cúpula entre Washington e Pyongyang acontecerá antes do final do ano.

    A situação na península coreana melhorou significativamente desde o início do ano, com o líder norte-coreano Kim Jong-un e Moon tendo realizado três reuniões bilaterais, o que resultou em sua promessa de lutar por um tratado de paz.

    Em junho, Kim chegou a um acordo com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estipulando que a Coreia do Norte se esforçaria para promover a desnuclearização completa em troca da suspensão dos exercícios militares sul-coreanos e potenciais sanções.

    Mais:

    Trump não irá diminuir pressão sobre Coreia do Norte, diz Pompeo
    EUA reconhecem identidade de restos mortais de dois oficiais mortos na Guerra da Coreia
    Rússia: EUA controlaram Conselho de Segurança da ONU com sanções contra Coreia do Norte
    Tags:
    tropas, diplomacia, acordo de paz, reunificação, Donald Trump, Kim Jong-un, Moon Jae-in, Estados Unidos, Coreia do Norte, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik